Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de janeiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Petrobras obtém licença para produzir fertilizante em MS

22 Fev 2011 - 16h27Por Estadão

 

A Petrobras informou hoje (22) que recebeu a Licença de Instalação (LI) da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III), que será construída na cidade de Três Lagoas. A licença, dada pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), ratifica a viabilidade ambiental do empreendimento, autorizando sua instalação.

A UFN III entrará em operação comercial no segundo semestre de 2014 e terá capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas de ureia e 761 mil toneladas de amônia por ano. No caso da amônia, 680 mil toneladas serão utilizadas no processo produtivo da ureia e 81 mil toneladas serão comercializadas.

A fábrica da Petrobras em Três Lagoas será a maior unidade de fertilizantes nitrogenados da América Latina e dobrará a produção nacional de ureia. Com a obra, haverá uma redução das importações do insumo, que é destinado à produção agrícola. Atualmente, o Brasil importa 67% da ureia que consome.

A Petrobras já possui duas fábricas de fertilizantes nitrogenados localizadas nos municípios de Laranjeiras (SE) e Camaçari (BA), que produziram juntas 223 mil toneladas de amônia e 758 mil toneladas de ureia em 2010, ano em que o País produziu 1,27 milhão de toneladas de ureia e importou 2,545 milhões de toneladas do produto. No ano passado, a demanda interna total por ureia foi de 3,815 milhões de toneladas.

Além da UFN III, que terá obras de terraplenagem iniciadas em abril, a Petrobras está desenvolvendo três outros projetos nesse segmento: o Complexo Gás-Químico (UFN IV), em Linhares (ES), com capacidade de produção comercializável de 665 mil toneladas por ano de ureia e 684 mil toneladas por ano de metanol, além de outros derivados; a UFN V, em Uberaba (MG), com capacidade de produção de 519 mil toneladas por ano de amônia; e uma unidade para produção de sulfato de amônio que será instalada na fábrica de fertilizantes de Sergipe.

Com a entrada em operação das UFNs III, IV e V, a Petrobras adicionará ao parque produtivo nacional uma capacidade de 600 mil toneladas por ano de amônia e 1,875 milhão de toneladas por ano de ureia.

Somando-se à capacidade de produção das fábricas de fertilizantes da Bahia e de Sergipe, a capacidade total da Petrobras será de 2,931 milhões de toneladas por ano de ureia (71% do consumo nacional de ureia) e 782 mil toneladas por ano de amônia (100% do consumo nacional de amônia).

Deixe seu Comentário

Leia Também

tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos