Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

Petistas querem transformar vinda de Lula a MS em ato político

16 Fev 2010 - 08h08Por Mídia Max

Petistas de Mato Grosso do Sul estão empenhados em transformar a vinda do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ao Estado na próxima sexta-feira, dia 19 de fevereiro, em um ato político. Inicialmente, o objetivo da visita seria apenas técnico. Está programada a visita de Lula ao complexo industrial Fibria/International Paper de celulose e papel no município de Três Lagoas, a 330 quilômetros de Campo Grande. Depois de vistoriar as dependências da fábrica, ele deixaria o Estado.

O deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT) disse ter proposto à Casa Civil que acrescente à agenda do presidente o lançamento de obras a serem executadas com recursos federais. “Eu sugeri, por exemplo, que ele assine a ordem de serviço para a construção da escola técnica mo município. Ela será construída com R$ 10 milhões em recursos federais”, disse.

“A gente gostaria que ao invés de fazer apenas uma visita a um empreendimento particular, o presidente fizesse um ato político em nosso Estado”, acrescenta Biffi, para quem a divulgação de investimentos da União no Estado é uma atitude necessária.

A expectativa é de que o presidente venha acompanhado da ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, provável candidata do PT à presidência da República.

A visita de Lula a um empreendimento privado não é algo comum na agenda do presidente. Porém, a International Paper que tem outras fábricas no País, obteve farto financiamento do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico Social) para seus negócios.

Contudo, mesmo que a ampliação da agenda do presidente não dê certo como propõem os petistas, os correligionários do presidente Lula apostam que ele não deixará de fazer o lançamento da mega-fábrica de fertilizantes que a Petrobras construirá no mesmo município.

O empreendimento já foi confirmado pelo governador André Puccinelli (PMDB) que neste mês recebeu técnicos da estatal para discutir o assunto na Governadoria, junto com a prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB).

Porém, o Planalto, faz questão de anunciar a construção da fábrica que, em MS, conforme os petistas, deve ser divulgado como mais uma obra do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), carro-chefe do governo Lula.

O governador que adiou uma viagem ao exterior para receber a comitiva de Lula, informou à imprensa ter expectativa de que o presidente anuncie liberação de recursos para o anel ferroviário de Três Lagoas.

Assim, se dependesse da vontade dos petistas e de André Puccinelli, Lula deixaria três boas notícias em MS: a fábrica, a escola técnica e o anel ferroviário.

A reportagem do Midiamax entrou em contado com subchefe de Assuntos Federativos Adjunto da Presidência da República, Olavo Noleto, mas ele disse ainda não ter detalhes da agenda do presidente em Três Lagoas. Segundo ele, a expectativa é de que tudo esteja fechado na quarta-feira, dia 17, após o feriado do Carnaval que mantém fechadas as repartições em Brasília.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado