Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 17 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Petistas de três cidades abandonam campanha de Dagoberto

18 Ago 2010 - 15h25Por Campo Grande News

Petistas de Maracaju, Juti e Antônio João devem abandonar a campanha de Dagoberto Nogueira (PDT) ao Senado até o fim do mês, insatisfeitos com a falta de apoio financeiro.

A reclamação dos presidentes de diretórios municipais destas cidades só engrossa a fila de protestos contra o candidato, que está sendo acusado de não colaborar com a campanha dos companheiros que disputam cargos proporcionais.

Candidatos importantes da chapa encabeçada por Zeca do PT, Laerte Tetila e João Grandão já reclamaram na semana passada sobre a falta de companheirismo de Dagoberto.
O deputado Pedro Teruel também ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para falar sobre o problema.

Junior Teixeira, de Dourados, e Rui Spindola, de Bataguassu, desistiram de disputar a eleição e optaram por apoiar candidatos da coligação adversária, “Amor, Trabalho e Fé” (o democrata Luiz Henrique Mandetta e o peemedebista Fábio Trad).
A crise se agravou quando Dagoberto avisou que não substituiria os candidatos, desfalcando a chapa.

O presidente do diretório municipal do PT em Maracaju, Eugênio Menchik, disse que há mais de 100 cabos eleitorais pedindo voto para os candidatos da coligação “A Força do Povo”, inclusive para Dagoberto, mas o postulante ao Senado não tem colaborado com os custos.
“Estamos pedindo voto para ele, mas parece que ele não quer ajudar. Nossa intenção é parar com a campanha dele, se essa situação continuar”, disparou.

O mesmo discurso tem o dirigente do PT em Juti. “Parece que ele não é candidato, não aparece por aqui nem manda ninguém para saber pelo menos se a gente está vivo. Ele está aparecendo bem nas pesquisas e parece que acha que já ganhou, não manda assessor nem nada aqui no município, não dá para entender”, disparou José Carlos Coelho da Silva.
Se as coisas continuarem do jeito que estão, a campanha de Dagoberto também deve ser paralisada nos próximos dias pelo PT de Antônio João.

O presidente do partido na cidade, Eberson Rodrigues Moreira, disse que apenas o senador Delcídio do Amaral tem comparecido financeiramente para dar estrutura à campanha.
“Temos esperança que uma luz ainda possa iluminar a cabeça dele pra ele lembrar que precisa da gente”, declarou.

No fim desta semana, o dirigente virá a Campo Grande na tentativa de ter uma conversa definitiva com Dagoberto. “Dependendo da conversa vamos definir se a gente continua ou para com a campanha dele”, avisou.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador participa da posse de Alexandre e reafirma importância do Estado Democrático de Direito
HOMOFOBIA
Gilberto Barros é condenado a dois anos de prisão por homofobia
VANDALISMO
Brasileiro com oito esposas tem casa pichada: 'Família do demônio'
FEIRA DO ARTESANATO
Divulgada a lista provisória dos selecionados para participação na Feira do Artesanato em Fortaleza
MORADIA
Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria
CARTÃO DE CRÉDITO
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista