Menu
SADER_FULL
sábado, 25 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Pesquisa do PT mostra um cenário equilibrado para o Governo

4 Dez 2009 - 06h43Por Midia Max

Pesquisa encomendada pelo diretório regional do PT e realizada entre os dias 15 e 25 de novembro pelo instituto Multidados, de Minas Gerais, mostra disputa equilibrada pelo governo do Estado. Em um cenário em que o entrevistado é estimulado a dizer em quem votaria, apresentando um disco com os nomes de pré- candidatos, o atual governador André Puccinelli (PMDB) aparece empatado com o ex-governador Zeca do PT, com 38%. A senadora Marisa Serrano teria 10% e 14% aparecem como indecisos ou votariam nulo/branco.

O técnico do instituto Marco Aurélio Cunha explanou a metodologia aplicada e respondeu perguntas dos jornalistas na sede do diretório regional do PT. Uma das novidades introduzidas na pesquisa diz respeito à influência que os apoios de políticos ou partidos pode refletir na decisão do eleitor. Marco Aurélio conclui que o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é importante para alavancar as candidaturas da ministra Dilma Rousseff a presidente e do ex-governador Zeca.

Por exemplo: quando o entrevistado é abordado sem a apresentação do disco com os nomes, no que se chama de pesquisa espontânea, o governador André Puccinelli é o preferido de 32% dos eleitores, enquanto Zeca tem índice de 23% e Marisa, 1%. Outros nomes foram citados, mas não atingiram nem 1% das intenções de votos, não sendo considerados.

Quando o entrevistado é estimulado a escolher um dos três nomes do disco, Zeca e André empatam com 38% e Marisa chega a 10%. A novidade é no confronto direto entre os dois principais concorrentes. Zeca levaria vantagem sobre André, 49% contra 45% dos votos válidos. Isso significa que Zeca atrairia a maior parte dos eleitores de Marisa.

André é o que tem o menor índice de rejeição, 18%, contra 23% de Zeca e 25% de Marisa. A margem de erro é de 3%, para mais ou para menos. Foram ouvidas 2004 pessoas de 52 municípios que, segundo o técnico do instituto, representam 85% do eleitorado sul-mato-grossense.

Presidência

Para a presidência da República, o pensamento do eleitorado sul-mato-grossense se assemelha ao nacional. No cenário mais provável, com o governador de São Paulo, José Serra, sendo o candidato a presidente pelo PSDB, ele teria 40% dos votos em pesquisa estimulada, a ministra Dilma Rousseff (PT) teria 32%, a senadora Marina Silva (PV), 13% e o deputado federal Ciro Gomes (PSB), 9%.

Em uma simulação sem Ciro, Serra chegaria a 42%, Dilma 37% e Marina Silva, 14%. Os votos do socialista, portanto, seriam distribuídos de forma equânime entre os outros três concorrentes.

Momento

O deputado federal Vander Loubet (PT) preferiu cautela ao analisar os resultados da pesquisa. Disse que os números refletem o pensamento do momento. Porém afirmou que o momento é bom para o PT. “A disputa será muito parecida com a de 2006”, pensa Vander. Na eleição passada André venceu com 61% dos votos, e o candidato petista Delcídio do Amaral teve 38%.

O presidente regional do PT, deputado estadual Amarildo Cruz, lembra que a melhora no desempenho do ex-governador Zeca do PT pode ser atribuído à unidade do partido e à manifestação de apoio de partidos aliados, como o PDT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada