Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
Brasil

Pesquisa coloca MS na 11ª posição em qualidade de estradas no País

28 Out 2009 - 15h01Por G1

Mato Grosso do Sul está em 11º em pesquisa da Confederação Nacional do Transporte que avaliou o estado de conservação das estradas. Conforme levantamento, 72,9% da malha estadual é considerada boa ou ótima.

A Pesquisa Rodoviária 2009 avaliou 100% da malha rodoviária federal pavimentada e os principais trechos sob gestão estadual e sob concessão.

No total geral, 69% das estradas do Brasil está em péssimo, ruim ou regular estado de manutenção.  Dos 89.552 quilômetros avaliados, apenas 27.713 quilômetros foram considerados em bom ou ótimo estado.

“Esses resultados denotam a situação deficiente de uma larga extensão da malha rodoviária e, ao mesmo tempo, representam os grandes desafios que devem ser enfrentados com o objetivo de capacitar a principal infraestrutura de transporte utilizada no país”, registra a CNT na conclusão da pesquisa.

Com 9.092 quilômetros – a menor rede de estradas do país –, a região Norte apresenta 93,4% da malha rodoviária entre péssimo, ruim e regular estado. Já o Sudeste, com 25.819 quilômetros avaliados, é a região que possui o maior índice de trechos em bom ou ótimo estado: 45,7%.

Entre os estados, Amazonas e Acre têm os piores índices, com praticamente toda a malha avaliada em péssimo, ruim ou regular. O estudo mostra que São Paulo tem o melhor resultado, com 75,4% de bom e ótimo. Em segundo aparece o Rio de Janeiro (63,4%) e em terceiro Paraná (49,2%).

Lançada em 1995, a pesquisa rodoviária da CNT amplia a quilometragem avaliada em cada edição, o que impossibilita a comparação dos dados divulgados nesta quarta-feira com os números do último levantamento, realizado em 2007, quando 87.592 quilômetros foram estudados – 1.960 quilômetros a menos que o trecho analisado neste ano.

Pesquisa

A pesquisa realizada pela CNT avalia e estipula notas às estradas sob três aspectos: pavimento, sinalização e geometria da via. O ranking dos estados é formado a partir da média dessas notas. No item pavimento, os pesquisadores observam a condição da superfície, o estado do acostamento e a velocidade desenvolvida a partir da qualidade da pista.

Na sinalização são observados o estado das faixas centrais e laterais, além da existência e visibilidade das placas no decorrer da rodovia. Já a geometria da pista avalia o perfil da rodovia em trechos com curvas perigosas, e a existência de faixas adicionais e acostamentos. 

O levantamento também identifica os pontos considerados críticos, como queda de pontes e de barreiras, erosão da pista e grandes buracos, que comprometem a segurança para o tráfego de veículos.

Em toda a malha rodoviária analisada, foram encontrados 78 buracos, 93 pontos de erosão, 18 quedas de barreiras e quatro pontes derrubadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid
COPA AMÉRICA
Com mudanças, Brasil encara Colômbia para garantir liderança do grupo
JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo