Menu
SADER_FULL
sábado, 24 de julho de 2021
Busca
Brasil

Pequenos supermercados se destacam no MS

23 Set 2010 - 13h19Por Fátima News com assessoria

A revista Supermercado Moderno divulga em seu relatório anual deste ano, que nos últimos dois anos, as lojas menores e de “atacarejo” (atacado e varejo) cresceram significativamente. De acordo com o relatório, as lojas de menor porte cresceram 134%, de 2007 a 2009. Enquanto as lojas de hipermercados aumentaram apenas 8% no mesmo período. E o setor varejista representou 39,6% (R$576,8 Bilhões) da receita líquida do segmento empresarial do comércio, em 2008, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

 

Mato Grosso do Sul segue o padrão nacional, pois possui três Hipermercados e duas grandes Redes de supermercados. Uma delas, tem 11 lojas em Campo Grande , e a maior varejista do setor no Estado, é a Rede Econômica de Supermercados, que com apenas dez anos de existência, e 54 lojas, em 19 cidades.

 

O presidente da Rede Econômica de Supermercados, Edson Veratti, explica a mudança no varejo através o crescimento no poder de compra do consumidor: “A maior condição de compra da população se reflete em nossas vendas. E para competir temos que trabalhar nosso diferencial que é relacionamento e localização. Temos que nos fortalecer onde o concorrente não pode e a proximidade é nosso grande trunfo”.

 

A proximidade é de fato um dos motivos para essa mudança. As Feiras mensais passam a ser substituídas por idas periódicas aos supermercados. O estudante, Gustavo Fonseca, explica esse comportamento: “vou ao supermercado algumas vezes por mês, para comprar o que falta ou quando acaba algo que preciso. Aproveito também quando tem promoção de produtos, pois assim garanto um bom preço”. Além desse comportamento, a revista conclui que pessoas idosas optam por supermercados menores por razões físicas.

 

O gerente do Supermercado Joaquim Murtinho, da Rede Econômica, Roberto Luiz Duarte, acredita que as redes de médio porte ainda tem capacidade de crescer mais se investirem em seu diferencial. “Estimamos que nossa loja cresça de 15 a 20% esse ano, em relação ao anterior. Para isso, vamos trabalhar mais forte na qualidade de atendimento e na relação com o cliente, para que ele tenha fidelidade conosco”, comenta. Para conferir esta realidade, procure a Rede Econômica mais próxima de sua residência.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros
SOB INVESTIGAÇÃO
"Te achei!", gritou suspeito antes de matar jovem de 16 anos com 10 tiros