Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Pecuaristas imunizam o rebanho em MS

1 Nov 2010 - 09h02Por Conjuntura Online

A imunização nacional contra febre aftosa no rebanho de bovídeos entra em seu último ciclo anual. Em Mato Grosso do Sul o calendário oficial do segundo semestre teve início dia 1° de outubro e prossegue até o dia 15  na ZAV (Zona de Alta Vigilância). Já o rebanho do Planalto e Pantanal começa a ser imunizado hoje ( 1). Nesta etapa a vacinação é feita em todo o rebanho - de mamando a caducando.

No Planalto o calendário se estende de 1º a 30 de novembro e Pantanal de 1º de novembro a 15 de dezembro (nas propriedades optantes por esta etapa). A meta é imunizar 15,9 milhões de animais no Planalto e 628 mil animais no Pantanal (volume este das propriedades optantes por esta etapa), além de 805 mil na ZAV.

Em todas as regiões o produtor tem o prazo de até 15 dias após o término para declarar (desconsiderar, neste caso, as propriedades da ZAV onde a vacinação é feita com agulha oficial). A Iagro informa que não aceitará registros parciais de vacinação.

Por cautela sanitária, a Iagro orienta a vacinação de fêmeas de 3 a 8 meses ainda não imunizadas contra Brucelose. Maiores informações e esclarecimentos nos escritórios da Iagro ou ainda pelo disk aftosa 0800-679120.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe