Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Pavimentação da BR-359 abre nova fronteira agrícola em MS

3 Ago 2010 - 06h17Por Agora MS


A obra de pavimentação asfáltica da BR-359, que liga Coxim com a divisa de Goiás, está abrindo caminho para a produção agropecuária de quatro milhões de hectares no norte do Mato Grosso do Sul. A importância econômica da rodovia foi manchete do Correio do Estado nesta segunda-feira (2). A reportagem “BR-359 abre nova fronteira agrícola” aponta que a obra, esperada há décadas pela população, facilitará a logística da região, isolada geográfica e economicamente dos grandes centros consumidores.

Com a pavimentação, o Governo do Estado objetiva integrar as nove cidades que fazem parte da região, impulsionando o progresso econômico e beneficiando diretamente cerca de 137 mil moradores. Coxim - a maior cidade da região - espera se tornar pólo de produção de eucalipto em dez anos. Hoje, cerca de 20 produtores investem na plantação de eucalipto na cidade, segundo gerente de escritório local da Agência e Extensão Rural (Agraer), engenheiro agrônomo Oscar Serrou Camy Júnior. O asfalto garantirá o escoamento desta produção.

Os investimentos na BR-359 totalizam R$ 242,3 milhões, englobando recursos federais e estaduais, garantindo a pavimentação de 223 quilômetros, ligando Coxim a Costa Rica. Esta rodovia era a única federal do Estado a não contar com asfalto. A obra está sendo executada pelo Governo do Estado, por meio de convênio firmado com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A obra está sendo executada pelo Governo do Estado devido à credibilidade do trabalho realizado pelo governador André Puccinelli.

Concluída a obra, toda a região terá acesso à Ferronorte e ao Porto de Santos. Encurtando em mais de 200 quilômetros a distância dos motoristas que costumam trafegar de Mato Grosso sentido a Goiás, Brasília e São Paulo, bem como no sentido inverso. Outro fator importante é que o trânsito de carretas pela BR-163, entre Coxim e Campo Grande, deverá ser reduzido consideravelmente, contribuindo para diminuição de acidentes fatais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada