Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

“Parquimetro vira indústria de multas em Dourados"

28 Jul 2010 - 14h46Por Dourados Agora

Os usuários do parquímetro estão cada vez mais descontentes com o sistema de estacionamento rotativo de Dourados e as reclamações só aumentam.

Esta semana o Douradosagora recebeu várias ligações de condutores que foram penalizados com o rotativo, além de pessoas que procuraram o jornal pessoalmente para reclamar. Para eles, o parquímetro se transformou em uma indústria de multas, com o objetivo de levantar recursos ao invés de organizar o trânsito da cidade.

É o que argumenta a promotora de vendas Daniela de Paula Costa. Para ela o sistema não permite o mínimo de flexibilidade com os usuários. A condutora relata que levou três notificações em apenas uma semana; duas delas no mesmo dia.

As “infrações” teriam sido motivadas por erros de preenchimento do cartão. “Uma outra usuária reclamou que ao invés de raspar ela fez bolinhas e foi notificada. Eles poderiam ter mais tolerância com os usuários que não estão acostumados com o sistema”, argumenta.

A enfermeira Alessandra Machado conta que a primeira vez que usou o sistema, nesta semana, já “conseguiu” ser multada. “Pedi um cartão para a atendente.

Ela viu que eu não sabia preencher, não me orientou e me multou, mesmo com o cartão no parabrisa do carro. Tinha o direito de ficar até às 10h30, mas às 10h16 a multa estava estampada no meu carro”, relata.

O auge do descontentamento foi quando ela viu que a mesma atendente preencheu o cartão de outro usuário. “Não entendi porque eu não fui ajudada e outro usuário foi”, indaga.

A gerente financeira Gláucia Rodrigues conta uma situação cômica se não fosse problemática. Uma atendente do parquímetro teria saído correndo ao aplicar uma notificação, antes ao menos da condutora conseguir tentar se justificar.

Em outra situação a gerente parou o carro para atender o telefone e enquanto falava, uma atendente teria se aproximado e deixado a notificação. Na semana passada a mesma usuária ficou por vários minutos aguardando alguma atendente, a fim de adquirir o cartão.

“Percorri o quarteirão em busca de alguma monitora, mas sem sucesso. Quando cheguei no meu carro a notificação estava lá para eu pagar.

Às vezes penso que as atendentes ficam escondidas só esperando os usuários sairem para multar”, conta.

O site Douradosagora também recebeu reclamações sobre suposto despreparo das monitoras no atendimento ao público, como apontou o aposentado Nelson Mantovane.

Segundo ele, não foi orientado como preencher o cartão e recebeu a notificação. Em todas estão situações o usuário procurou a empresa que presta o serviço em Dourados, pagou a quantia de R$ 12 e teve R$ 6 revertidos em cartões para o usuário.

Multas

Dados do departamento de trânsito da prefeitura mostram que em apenas seis meses, 700 multas foram expedidas. Todas estas tem valor de R$ 55 cada, o que “renderia” pouco mais de R$ 38 mil.

Este tipo de multa gera arrecadação em que o valor é rateado, segundo o departamento, entre Detran, Polícia Militar e Prefeitura. O valor não leva em conta o número de notificações em que o usuário evitou a multa de R$ 55, pagando R$ 12 e recebeu R$ 6 de volta em forma de cartões.

O responsável pelo trânsito de Dourados, Osmar Borba, disse ao O Progresso que em relação ao suposto mau atendimento todas as monitoras recebem treinamento frequente para o trato com o público. Ele também orienta que para evitar as notificações, o usuário deve se antecipar e adquirir o cartão antes de estacionar.

Segundo ele, todo o usuário pode recorrer da multa ou notificações através do Departamento de Trânsito. Ele considera, que para uma população de quase 200 mil habitantes, o número de reclamações e multas ainda é pequeno.

FIM

O parquímetro de Dourados pode estar com os dias contados. Esta semana o prefeito Ari Artuzi declarou a intenção de levar a Patrulha Mirim para organizar o trânsito. Ele também ressaltou a falta de investimentos no município, por parte do rotativo.

O Progresso também apurou que existe a possibilidade da prefeitura não renovar o contrato com a empresa que presta o serviço em Dourados.

O documento vence em dezembro deste ano. Apesar disso, de acordo com informações oficiais do município, o assunto ainda está sendo discutido. O objetivo é melhorar o serviço e diminuir as reclamações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso