Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Paraná bate "mistão santista" na Sul-Americana

26 Ago 2004 - 07h07
O Paraná bateu o Santos por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Estádio do Pinheirão, em Curitiba (PR), na estréia das duas equipes na Copa Sul-Americana.

A equipe do técnico Gilson Kleina abriu vantagem de um gol para o jogo de volta, previsto para ocorrer na Vila Belmiro, no dia 4 de setembro. O vencedor do confronto geral enfrenta o Flamengo, nos dias 15 e 22 de setembro (a segunda partida terá o mando da equipe carioca).

O Santos foi a campo em Curitiba sem seus principais jogadores. Vanderlei Luxemburgo preferiu poupá-los para a continuidade do Campeonato Brasileiro, prioridade do clube na temporada.

Fernando abriu o placar para a equipe paranaense aos 31min do primeiro tempo. Marcinho empatou o jogo oito minutos depois.

O gol da vitória do Paraná saiu aos 13min do segundo tempo, e foi marcado por Maranhão.

O destaque negativo da partida foi o estreante Zé Elias. Além de fazer uma péssima partida, com seguidos erros de passe, o volante fez um pênalti não marcado pelo árbitro, deu um soco no jogador do Paraná e ainda tomou o cartão amarelo.

O Jogo

O primeiro tempo começou muito devagar. Aos 4min, Flávio deu chute despretensioso para a frente, a zaga paranista bobeou e Basílio quase aproveitou para abrir o placar.

No entanto, o lance que poderia indicar um jogo movimentado foi somente um espasmo de lucidez. Nos primeiros minutos da partida, o Paraná justificou sua última colocação no Campeonato Brasileiro, e no Santos, alguns reservas mostraram porque não têm chances no time titular.

O Santos só voltou a ameaçar aos 20min. Basílio deu belo toque para Marcinho, que driblou a zaga, ficou cara-a-cara com o gol e chutou em cima do zagueiro. Na volta, Bóvio soltou a bomba e Flávio fez a defesa parcial.

William tentou pegar o rebote e acertou de forma violenta o goleiro do time do sul.

Aos 28min, Zé Elias agrediu com um soco o meia Cristian, do Paraná. Dois minutos depois, o estreante da noite tentou sair jogando, Cristian roubou e enfiou para Fernando. O meia paranista só teve o trabalho de chutar e abrir o placar no Pinheirão.

A reação do Santos não demorou, e sete minutos depois a equipe empatou o jogo. Marcinho correu com a bola dominada e da intermediária acertou um lindo chute no ângulo de Flávio, que nada pôde fazer para evitar o empate santista.

Aos 47min, o Paraná teve a melhor chance para tirar a igualdade do placar. Edinho recebeu boa bola na esquerda e cruzou na medida para Fernando, que chutou para fora, com muito perigo.

O Santos começou melhor o segundo tempo e quase virou o jogo aos 5min, com Basílio. O veterano atacante recebeu na esquerda, tirou o zagueiro e bateu firme no canto esquerdo de Darci. O goleiro paranista fez bela defesa e mandou para escanteio.

E se o Santos não desempatou, o Paraná fez o trabalho. Fernando enfiou para Edinho na esquerda, que cruzou na cabeça de Maranhão, que só teve o trabalho de empurrar para a rede.

O time paulista teve uma ótima oportunidade de igualar o marcador aos 18min. Flávio cruzou na cabeça de William, que perdeu o tempo da bola e errou uma cabeçada fácil.

O Santos só voltou a ameaçar aos 29min. Em cobrança de escanteio, Domingos subiu mais que a zaga paranista e quase empatou o jogo.

Dois minutos depois, o atacante William perdeu mais um gol feito. Zé Elias arrancou pelo meio e tocou na medida para o atacante, que conseguiu chutar por cima e muito longe do gol, jogando fora a última chance do Santos na partida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias