Menu
SADER_FULL
domingo, 12 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Para Resende, falsas promessas levarão Tetila à derrota

15 Jul 2004 - 17h44
 

O presidente regional do PPS, deputado federal Geraldo Resende, disse hoje à tarde que o PT vai experimentar uma grande derrota nas eleições municipais de Dourados neste ano, alimentada pelo fato de não ter cumprido promessas sociais feitas na campanha a prefeito de 2000, quando a sigla elegeu o prefeito Laerte Tetila.

Resende, que já foi aliado de Tetila e integra hoje a coligação composta, além do PPS, pelo PDT, PFL, PSDB, PMDB, PTB e PTC, falou que a candidata do bloco político a que pertence, vereadora Bela Barros (PDT), vencerá as eleições justamente em função da inércia política de Tetila.

O dirigente do PPS acusou Tetila de ter incentivado o empreguismo, perseguições a aliados e membros do próprio PT e o uso de programas sociais, ligados ao seu partido, para conseguir o respaldo político à sua administração na segunda maior cidade do Estado.

“O Tetila abusou de políticas assistencialistas e de números falsos de sua administração para se manter em evidência na política de Dourados”, disse Resende, que ressaltou que o prefeito frustrou, junto a principalmente às camadas mais pobres daquela cidade, projetos sociais prometidos em campanha.

“Ele está usando os excluídos para se manter no poder”, assinalou o dirigente do PPS. Resende lembrou que Tetila ampliou o número de servidores contratados na prefeitura daquela cidade de cerca de três mil em 2000 para mais de 5,4 mil neste ano, a maioria ligados ao PT. Ele falou também que no período Tetila ampliou a folha de pagamento na prefeitura de R$ 2,8 milhões para cerca de R$ 5,4 milhões.

“Além disso, Tetila criou taxas, ampliou os efeitos da indústria das multas e elevou os valores de tributos como o ISS e o IPTU, providências que sempre condenou antes de ser eleito”, assinalou Resende. O deputado do PPS também falou que a política de saúde adotada por Tetila culminou, nos seis primeiros meses deste ano, com pelo menos onze mortes de mulheres gestantes em função da falta de assistência médica nas unidades do gênero daquela cidade.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS UM
Vírus com potencial pandêmico é detectado pela Fiocruz no Paraná
VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado
NÚMEROS DA ÚLTIMAS 24H
Os números da covid-19 no Brasil, atualizados diariamente
RECUPERAÇÃO
Dinho Ouro Preto revela sequelas após covid-19, ele já teve gripe suína e dengue
SOS SAUDE
Em 24 horas, nove pessoas morrem em casa pela covid-19 sem atendimento médico
BORA PRA BONITO - MS???
Bonito (MS) irá operar com tarifa de baixa temporada até 18 de dezembro e descontos de até 60%