Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
terça, 13 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Para Manoel, “a bandeira é única”

7 Out 2004 - 07h51
O prefeito eleito em Deodápolis, Manoel José Martins (PSDB), disse ontem, em visita ao Diário MS, que pretende reunir todas as lideranças do município, inclusive os dois candidatos adversários nas últimas eleições, para discutirem um programa que atenda aos interesses do município. “Vamos convocar a todos para se despirem das cores partidárias e, juntos, traçarmos um projeto grandioso e que, verdadeiramente, impulsione o progresso de Deodápolis”, afirmou ele, enfatizando que, “hoje temos uma só bandeira a defender, a do nosso município”.
Manezinho Martins venceu as eleições com uma somatória de 2.477 votos, que representam 39,8% do eleitorado. Sai fortalecido também na Câmara Municipal, com três vereadores eleitos pela coligação PSDB/PFL: Cida Alves, José Medeiros e Valmir de Lima. Ao prestar seu agradecimento à comunidade, ele ressalta que “preciso reconhecer o potencial de meus adversários, aos quais parabenizo pelo trabalho desenvolvido durante a campanha”, argumenta ele, elogiando também a Justiça Eleitoral e as polícias Militar e Civil, pela condução do pleito.
Aos 56 anos de idade, casado com Cirene, pai de Wendel, Marcelo Lílian e Bruno e com seis netos, Manezinho vai para o terceiro mandato de prefeito de Deodápolis. Já administrou o município de 83 a 88 e de 93 a 96. Confessa que fez uma das mais tranqüilas campanhas políticas, com baixo custo financeiro e com um grande apoio de militantes partidários. “Peço a Deus que me conceda sabedoria, pois só um homem sábio tem condições de retribuir a honra que recebi em Deodápolis”, enfatizou o novo prefeito.
PROJETOS
Recebido pelo diretor do Diário MS, Vitoriano Carbonera Cales, o novo prefeito de Deodápolis recordou mandatos anteriores, quando ainda o Jornal do Vale (um dos embriões do Diário MS) circulava na região e ele próprio se encarregou de introduzir o semanário no município.
Para Manezinho, muito precisa ser feito na região e, principalmente, em Deodápolis, para que seja atingido o desenvolvimento. Como uma das prioridades de governo, ele pretende propor a aglutinação dos municípios vizinhos, em forma de uma micro-região, para unir forças em busca de recursos nas esferas estadual e federal. “Juntos, seremos fortes e nos faremos ouvir”, observou ele, indicando que, “entre nós, o mais forte fará a frente, como um porta-voz, mas com todo o nosso respaldo”.
Reafirmando seu compromisso com a população de Deodápolis, Manoel Martins diz que vai administrar junto à comunidade e discutindo ações com o próprio povo. “Aprendemos muito e, com certeza, temos muito ainda para aprender”, ele alega, comentando que “já batemos nesta vida, mas apanhamos muito mais e, isto, nos serviu de ‘mapa’ para traçarmos este novo caminho”. Finalizando, ele comenta que, “os problemas foram feitos para serem solucionados e, com o apoio da população, com certeza conseguiremos desenvolver nosso projeto de governo”.
 
 
Diário MS / Cláudia Xavier

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo