Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 4 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Para Delcídio, Zeca perdeu a chance de disputar o Senado

21 Mai 2007 - 05h15
Na avaliação do senador petista Delcídio do Amaral, o ex-governador Zeca do PT perdeu a chance de se candidatar ao Senado. O senador disse em entrevista ao Diário Corumbaense durante encontro do PT ontem, em Corumbá, que não tem interesse em disputar a Prefeitura de Campo Grande e que é candidato à reeleição. Zeca do PT e Delcídio podem disputar dentro do partido à candidatura.

O clima de hostilidade entre os dois marcou o encontro partidário sobre o futuro do PT e estratégias para as eleições de 2008. Zeca e Delcídio sequer se cumprimentaram, apesar de ambos estarem no mesmo recinto, no Sindicato Rural de Corumbá. “O Zeca perdeu a oportunidade. Ele podia ter saído candidato. O combinado era que o Egon assumiria o Governo. O Zeca desistiu e o Egon teve uma candidatura adaptada, de última hora. Teve menos tempo, como eu, que estava na CPI dos Correios e só pude ir para a campanha bem depois do meu adversário”, disse.

Delcídio ressaltou que se Zeca pretende ser candidato ao Senado terá que disputar a vaga nas prévias do partido. “Se ele pretende disputar, o PT não é partido de caciques. O PT vai avaliar o que é melhor; qual candidatura é melhor”, afirmou.

Mentiroso? - A declaração do ex-governador Zeca do PT de que Delcídio estaria “falando inverdades”– por dizer que lideranças petistas não se empenharam na campanha ao Governo do Estado - foi rebatida pelo senador. “Pergunta para o povo. O povo sabe que tivemos liderança que trabalharam bastante. E outras que não. Mas esse assunto passou (...) Temos que olhar para frente”, afirmou.

Ao explicar que não seria candidato a prefeito de Campo Grande, Delcídio prometeu que fará o que certas lideranças do partido não teriam feito por ele. “Meu título é de Corumbá. O PT terá bons candidatos em Campo Grande e eu serei cabo eleitoral. Fiz 32% em Campo Grande. Mas não serei cabo de ficar rebolando, fingindo que está fazendo campanha”, disse.

O senador criticou também o silêncio do ex-governador. “O Zeca ficou cinco meses enclausurado. Ele não quis falar com ninguém. Passou cinco meses hibernando e acordou achando que era 1º de janeiro”, disse.

Mosca na sopa - Delcídio reiterou que permanece no PT e disse que é o Zeca que “está louquinho" para que ele deixe o partido. Parafraseando uma música de Raul Seixas, Delcídio prometeu ser “a mosca na sopa” do ex-governador.
 
 
 
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente com 22 veículos deixa 8 mortos e 20 feridos
PERDAS NA PANDEMIA
Morre 5º pastor da Assembleia de Deus vítima da covid-19
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Motorista bêbado atinge carro e mata 4 adultos e uma criança
LIMPA NOME
Serasa lança nova campanha para limpar nome por apenas R$ 100