Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Papa e Lula silenciam sobre aborto em encontro

10 Mai 2007 - 11h53

Durante o encontro de cerca de 30 minutos entre o presidente Lula e o Papa Bento XVI nesta quinta-feira (10) no Palácio dos Bandeirantes o tema aborto não foi mencionado, segundo assessores da presidência.

Os dois falaram sobre a importância da família e do relacionamento da Igreja com o estado para a construção da paz. O presidente Lula manifestou seus valores cristãos e o objetivo de alcançar essa meta.

Os biocombustíveis também foram discutidos, como forma de resgatar os países da África da pobreza. Outros temas debatidos foram a juventude, a educação e a solidariedade internacional. Segundo assessores da presidência, o Papa teria ficado "fascinado" com a conversa.

Assim como o neto do governador José Serra, Antônio, de 4 anos, o neto de Lula, Axtar Alexandre, de 6 anos, também foi abençoado. Axtar é filho de Sandro Luiz, o "Lulinha".

Após o encontro, o governador José Serra se declarou contrário ao aborto. “Ninguém pode ser a favor do aborto, mas essa é uma questão que ainda vai ser debatida no Brasil”, afirmou o governador.

Depois da reunião, Lula carimbou o selo de comemoração à visita do Papa e entregou exemplares ao próprio pontífice, ao governador e ao ministro das Comunicações Hélio Costa.

Bento XVI deixou o Palácio dos Bandeirantes, sede do Executivo paulista, em direção ao Mosteiro de São Bento, no Centro de São Paulo. Ao 11h30 (de MS), o líder da Igreja Católica iria se reunir com representantes de outras religiões e, em seguida, almoçar com representantes da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

No palácio, o sumo pontífice se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). O pontífice chegou às 10h55 para o encontro. Ao descer do carro, ele foi cumprimentado pelo governador, que apertou suas mãos, e pela primeira-dama Monica Serra, que as beijou.

Na comitiva do Papa estavam Dom Claudio Hummes, prefeito da Congregação do Clero, Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, e Dom Lorenzo Baldisseri, núncio apostólico no Brasil.

No caminho para a sala onde iria encontrar Lula, o Papa encontrou a filha do governador José Serra, Verônica, que estava com o neto do governador, Antônio, de 4 anos, no colo. O pontífice conversou rapidamente com a criança e a abençoou, fazendo o sinal da cruz em sua testa.

Serra e a primeira-dama do estado acompanharam o Papa até o Salão de Despachos, no segundo andar, onde ele encontrou o presidente e sua esposa. No salão, o Papa sentou-se à esquerda e o presidente Lula à direita, acompanhado da primeira dama, Marisa Letícia.

Dois tradutores se posicionaram atrás do Papa e do presidente para intermediar a conversa. Durante a reunião privada, o presidente Lula deverá conversar com o pontífice sobre políticas sociais e internacionais.

 

 

Conjuntura

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÓSCOPO DO DIA
HORÓSCOPO DO DIA: Veja a previsão de hoje 14/08/2020 para o seu signo
CARA DE PAU
Cliente põe o próprio cabelo em lanche e tenta não pagar. VEJA O VÍDEO
VIOLENCIA DOMESTICA
Veterinária é agredida por ex-namorado médico e diz que tem medo de dormir em casa
FRANGO COM CORONAVIRUS
Frango brasileiro com coronavírus preocupa e acende alerta a produtores de aves de MS
HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo de quinta-feira 13 de agosto de 2020
FÁTIMA DO SUL - VAMOS ADOTAR UM PET
Oi eu sou a Maya!, você não quer me adotar?, veja como fazer a adoção pela ONG em Fátima do Sul
FATALIDADE
Adolescente morre após encostar em carregador que estava na tomada
BORA PRA BONITO - MS
Os 10 melhores passeios em Bonito, Mato Grosso do Sul
COVID-19
Em sessão remota, Eduardo Rocha pede um minuto de silêncio pelas mais de 100 mil mortes por covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em julho nesta quarta-feira