Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Palmeiras enfrenta o Sport para manter força na luta pelo título

11 Nov 2009 - 08h15Por Folha Online

O Palmeiras já tentou ampliar seu número de sócios há quase três anos, mas falhou em campo e viu o projeto naufragar. Por isso que a nova empreitada, que será apresentada à torcida no intervalo da partida de hoje, corre o mesmo risco se o time não vencer o Brasileiro.

No final de 2006, o clube lançou o programa de fidelização de torcedores intitulado "Onda Verde". A meta, então, era ter 30 mil sócios em um ano, com receita de R$ 500 mil por mês.

A iniciativa, porém, surgiu ao término de uma temporada na qual o time por pouco não foi rebaixado para a Série B, repetindo o fiasco de quatro anos antes. Ficou uma posição à frente da zona da degola.

Mesmo assim, a esperança em dias melhores fez o Onda Verde atrair quase 10 mil sócios após sua implementação. Os resultados, porém, não vieram.

Em 2007, ano que deveria significar o "boom" do projeto, o clube fez campanhas pífias nos torneios que disputou.

No Paulista, a equipe não avançou às semifinais, sendo ultrapassada por zebras como São Caetano e Bragantino.

A Copa do Brasil terminou para os paulistas, então comandados por Caio Júnior, ainda na segunda fase, com a eliminação diante do modesto Ipatinga.

Fechando o ano desastroso, o Palmeiras perdeu a vaga na Libertadores ao ser derrotado em casa para o Atlético-MG na última rodada do Nacional.

Sem o apelo de ver taças importantes serem trazidas para a galeria do clube, o sócio-torcedor virou sócio-inadimplente, e os cartolas desistiram da ideia.

Também contribuiu para o fracasso uma série de divergências internas durante a gestão de Affonso Della Monica.

"O projeto foi sendo politicamente esvaziado", diz o ex-diretor de marketing e idealizador da ideia, Carlos Mira.

Questionado sobre o que havia de novo no Avanti, como foi batizada a nova empreitada palmeirense, em relação ao Onda Verde, o atual diretor adjunto de marketing, Mauro Zucato, citou os benefícios.

"Basicamente o projeto anterior significava desconto no ingresso. Já esse tem uma série de benefícios", disse o diretor.

Entre as comodidades oferecidas estão descontos em produtos dos principais patrocinadores palmeirenses --Adidas e Samsung-- para quem se filiar.

Serão três modelos de adesão: Prata, Ouro e Diamante. As mensalidades custarão R$ 25, R$ 50 e R$ 100, respectivamente. Os benefícios serão proporcionais aos planos escolhidos.

O sócio-torcedor também terá abatimento no valor das passagens aéreas da Azul, uma das patrocinadores da iniciativa.

O Palmeiras espera contar com 50 mil associados nos primeiros seis meses de projeto. A expectativa de renda anual quando o Avanti estiver consolidado é de até R$ 80 milhões.

A partir da 0h de amanhã, o palmeirense poderá se filiar. Às 21h50 de hoje, porém, e em campo, a equipe será o principal atrativo.

PALMEIRAS
Marcos; Maurício Santos, Danilo e Marcão; Figueroa, Souza, Sandro Silva (Pierre), Diego Souza e Armero; Obina e Ortigoza.
Técnico: Muricy Ramalho

SPORT
Magrão; Igor, César e Durval; Zé Antonio, Moacir, Élder Granja, Dutra e Adriano Pimenta; Wilson e Arce.
Técnico: Levi Gomes

Local: estádio Parque Antarctica, em São Paulo
Horário: 21h50 (de Brasília)
Juiz: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19