Menu
SADER_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Pai é preso acusado de agredir e ameaçar filha de 13 anos em Naviraí

29 Dez 2009 - 16h45Por Tanamidianavirai

Na tarde de ontem por volta das 15h30m, a Policia Militar foi acionada pelos conselheiros tutelares de Naviraí, para comparecer na Rua Beco no bairro Jardim Eldorado, onde um pai estava sendo acusado de agredir fisicamente sua filha de 13 anos.

Ao chegar ao local os policiais encontraram o acusado Edvan Telles de Souza, de 51 anos, conhecido como Máfia.

Segundo a PM, Máfia estava um pouco exaltado e aparentando ter ingerido bebida alcoólica, e ao ser perguntado de onde estaria sua filha, Máfia respondeu que havia dado um corretivo nela e ela já tinha ido embora para casa de sua mãe.

Os policias diante da informação detiveram o mesmo e se deslocaram juntamente com o conselho tutelar até a casa onde estava a menor E.O.S, de 13 anos. A menor juntamente de sua mãe relatou aos policiais e aos conselheiros tutelares, que Máfia, teria a enforcado e a ameaçou de morte com uma faca.

Diante dos fatos Máfia foi encaminhado juntamente com a menor e sua mãe até a delegacia de Policia Civil, sendo também acompanhados também pelo conselho tutelar.

Leia Também

PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho