Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Pai albanês acorrenta doentes mentais em casa há 22 anos

27 Out 2009 - 15h56Por EFE

Duas irmãs que sofrem de doenças mentais vivem há 22 anos acorrentadas dentro de casa, em um povoado no norte da Albânia, já que seu pai não pode levá-las ao médico por falta de dinheiro.

Segundo informou hoje a televisão local News 24, as irmãs Thellenxa e Fidane Keshi, 45 e 46 anos respectivamente, passaram quase a metade de suas vidas encadeadas dentro de casa, na cidade de Maqellare, na fronteira com a Macedônia.

O pai, Dine, 70 anos, considera suas duas filhas "agressivas" e "perigosas" e explicou que as prendeu para que não escapassem e matassem os vizinhos.

Desde a morte da mãe, há anos, a família Keshi vive na pobreza e o pai não tem condições financeiras para levar as duas filhas ao hospital para serem submetidas a um tratamento especializado.

Seus únicos recursos, segundo a imprensa local, são duas pensões de invalidez concedida aos doentes, insuficientes para a compra de remédios.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19