Menu
SADER_FULL
sábado, 27 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Pacote de tarifas bancárias subiu até 124% em 3 anos, diz Idec

13 Mai 2011 - 06h53Por Folha

Os pacotes de tarifas bancárias no Brasil sofreram reajuste de até 124% em três anos.

O dado é do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), que comparou valores de pacotes básicos e econômicos nos sete maiores bancos do país desde 2008, quando passou valer uma norma do Banco Central para regulamentar as cobranças.

A receita de tarifas dos bancos subiu até 83% no período analisado, de acordo com a pesquisa do órgão de defesa do consumidor.

Para as receitas, o Idec analisou os resultados em dezembro de 2008 e dezembro de 2010.

O levantamento também mostra alta nas reclamações de clientes contra cobranças indevidas. Entre 2009 e 2010, essas queixas de correntistas subiram 23%.

A gerente jurídica do Idec, Maria Elisa Novais, avalia que a regulamentação do BC facilitou comparação das tarifas entre os bancos.

"Mas ainda falta clareza, pois o cliente não sabe que tipo de serviço pode ser obtido gratuitamente e se o pacote oferecido é adequado ao seu perfil e sua renda", afirma.

Um dos problemas citados pelo instituto é justamente a dificuldade de se comparar valores, já que cada pacote básico inclui diferentes tipos de serviços.

A resolução do final de 2007, complementada por outra norma no ano passado, padronizou as tarifas cobradas por bancos e exigiu a divulgação dos valores aos clientes, além de ter classificado serviços como essenciais, prioritários, especiais e diferenciados.

A Folha entrou em contato com a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), mas ainda não obteve posicionamento da instituição.

O Santander, cujo valor do pacote básico subiu de R$ 8,90 para R$ 19,90 -- o maior aumento da pesquisa afirma em nota que os valores auferidos na pesquisa não correspondem ao mesmo pacote de serviços.

Segundo a instituição, o pacote básico oferece mais serviços hoje.

O Bradesco, que reajustou de R$ 9 para R$ 13,40 o valor do pacote básico, afirma que o valor da mensalidade da Cesta Fácil Bradesco permaneceu congelado por cinco anos consecutivos e que a alteração foi feita para fazer frente aos custos operacionais diante da abertura de mais canais.

O pacote Super Econômico do HSBC registrou alta de cerca de 23% no período, para R$ 23.

A assessoria de imprensa do banco informa que o reajuste é justificado por "uma melhora substancial em sua composição", com aumento dos serviços oferecidos.

O pacote mais básico do banco não sofreu alteração. Continuou a ser oferecido por R$ 15, valor, que em 2008, era o mais alto entre as instituilções pesquisadas.

O pacote Super Econômico do HSBC registrou alta de cerca de 23% no período, para R$ 24,50.

A assessoria de imprensa do banco informa que o reajuste é justificado por "uma melhora substancial em sua composição", com aumento dos serviços oferecidos.

O pacote mais básico não sofreu alteração no período. Continuou a ser oferecido por R$ 15, valor que, em 2008, era o mais alto entre as instituições pesquisadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?
DIVIDA PÚBLICA
Dívida pública sobe em janeiro e atinge R$ 5,06 trilhões
ALÔ NAÇÃO RUBRO-NEGRA
VÍDEO: 'Jorge' o Urubu queridinho de Culturama viraliza nas redes sociais da Nação Rubro-Negra
LOCKDOWN
Com explosão de casos de covid, e 14 deputados infectados A. Legislativa volta a fechar as portas