Menu
SADER_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

Pacientes da Saúde Mental de Dourados recebem medicamentos

7 Dez 2009 - 09h54Por Assecom

Mais de 120 mil caixas do medicamento básico para combate a depressão e ao tratamento de ansiedade, o Cloridato de Fluoxetina foram disponibilizas pela Secretaria de Saúde de Dourados ao Programa Saúde Mental. O remédio também está a disposição nas farmácias públicas do município, como informou o secretário, Mário Eduardo Rocha.


O secretário explicou que somente em relação ao Programa Saúde Mental, são mais de 20 mil pacientes que fazem uso freqüente do remédio, por isso o município tem se preocupado em manter o estoque de Fluoxetina. De acordo com a especialista em Saúde Mental que atende na Rede, Sandra Regina Magalhães, os pacientes que necessitam do medicamento podem ficar seguros de que o remédio não vai faltar.


“Tivemos um problema há alguns meses em relação à remessa dos lotes de Fluoxetina, mas a situação já foi normalizada e nossos pacientes voltaram a receber periodicamente a medicação”, relatou Sandra Regina. Todos os remédios necessários ao atendimento da Rede Pública de Saúde foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde, uma remessa estimada no valor de R$ 1 milhão.

Atendimento

Em média são atendidos oito mil pacientes no Centro de Atendimento Psicossocial I e II e no ambulatório, eles recebem todo o tipo de auxílio e acompanhamento por parte de profissionais capacitados a atuar neste setor da saúde. Mário Eduardo informou que o município avalia a possibilidade de ampliar a cobertura da Saúde Mental, em função da demanda que tem crescido.


“Notamos a necessidade de termos mais profissionais atendendo nesta área, por isso já estamos trabalhando no sentido de aumentar a nossa cobertura, o que consequentemente irá garantir a melhoria dos serviços de Saúde Mental”, garantiu o secretário. O Centro de Atendimento Psicossocial abre para atendimento de segunda a sábado das 7h às 11h, sendo que diariamente são pelo menos 10 pacientes que recebem acompanhamento especializado.


“Para receber os remédios da Saúde Mental sem qualquer custo, os pacientes precisam passar por avaliação para que seja emitida a receita médica. A partir desta consulta, eles já entram na relação de pessoas com direito a medicação controlada e considerada de alto custo e que é garantida pela Rede de Saúde Pública”, destacou a especialista Sandra Regina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta