Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Oposição vai convocar Dilma para dar explicações do apagão

13 Nov 2009 - 10h23Por Folha Online

Apesar de a cúpula do governo ter dado como encerrado o apagão elétrico que atingiu 18 Estados nessa semana, o Palácio do Planalto vai ter que mobilizar a base aliada no Congresso na próxima semana para impedir que a oposição continue explorando o assunto e traga desgastes às vésperas do ano eleitoral.

Líderes oposicionistas querem que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) e o ministro Edson Lobão (Minas e Energia) prestem esclarecimentos sobre o blecaute. No Senado, a ideia é convocar a ministra na Comissão de Infraestrutura. Argumentam que o pedido se justifica porque Dilma foi ministra de Minas e Energia por mais de três anos.

"O assunto merece sim os devidos esclarecimentos da ministra. O governo tem dois pesos e duas medidas. O presidente usa a ministra para visitar Estados para obras do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] que são miragens, mas numa crise como essa é poupada, protegida. Dessa forma, o PT vai precisar lançar dois candidatos: um para festas e outro para crise. Esse é um momento para a ministra mostrar se está preparada ou não para ser candidata e não de colocá-la em uma redoma", disse o primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI).

Os governistas, por outro lado, veem clara motivação política e prometem derrubar o requerimento. "Na época que a ministra estava na pasta de Minas e Energia, não houve apagão. Não há relação com essa falha na transmissão de energia", disse a líder do governo no Congresso, Ideli Salvatti (PT-SC).

Como munição contra a ministra, a oposição tem engatilhado um acórdão assinado pelo TCU (Tribunal de Contas da União), encaminhado em julho de 2008 para a Casa Civil, para que fosse verificada a adequação da estrutura dos órgãos ligados ao setor elétrico, inclusive do próprio Ministério de Minas e Energia, para o planejamento, expansão e regulação e desenvolvimento da área, para afastar os riscos de um apagão de energia.

Os líderes de PSDB, DEM e PPS na Câmara também se movimentam para aprovar a convocação de Dilma e Lobão na Comissão de Minas e Energia, além de dois convites para o ex-ministro Silas Rondeau e para o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmerman.

Lobão já foi convidado na Comissão de Fiscalização e Controle e também na Comissão de Minas e Energia para participar de uma audiência pública. Segundo a assessoria do ministro, ele está disposto a dar os esclarecimentos, mas ainda espera o convite ser oficializado para marcar a data.

Os oposicionistas prometem unir forças para mostrar que o governo Luiz Inácio Lula da Silva não teve o êxito propagado no que diz respeito à administração do sistema elétrico nacional.

A ideia é minimizar os desgastes carregados pelos candidatos tucanos nas duas últimas eleições pelo apagão que ocorreu no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que deixou parte do país às escuras em 2001.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada