Menu
BANNER IMPRESSORAS
terça, 16 de agosto de 2022
SADER_FULL
Busca
Brasil

Opção de SP para jogos da Copa-2014 será a arena do Palmeiras

16 Jul 2010 - 09h27Por Folha Online

Nem Morumbi, nem Pacaembu, muito menos Piritubão. Os jogos que a cidade de São Paulo sediar na Copa do Mundo de 2014 devem ser realizados na futura Arena Palestra.

Prefeitura e governo do Estado chegaram à conclusão de que a Arena Palestra --que vai substituir o atual estádio do Palmeiras-- é o único local que a cidade tem disponível para oferecer à CBF e à Fifa como sede paulistana para os jogos da Copa-2014 no Brasil.

O Piritubão, plano B para a abertura da Copa, é técnica e financeiramente inviável, na avaliação dos responsáveis pelo projeto.

Em Pirituba será construída uma arena multiuso de 45 mil lugares para shows, eventos e até jogos de futebol, mas que só se viabiliza financeiramente no projeto de um centro de convenções que inclui áreas para exposições, hotéis e edifícios comerciais.

Para as obras do Morumbi, o São Paulo não conseguiu garantias financeiras e o projeto foi descartado.

A reforma do Pacaembu, outra opção, é difícil porque o estádio é tombado pelo patrimônio histórico, não há investidores e há resistência dos vizinhos

Leia Também

MORADIA
Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria
CARTÃO DE CRÉDITO
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença