Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

ONU quer parceria para melhorar tratamento de usuários

25 Mar 2010 - 07h18Por Agência Brasil
O governo brasileiro recebeu ontem (24) representantes do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A missão internacional tem o objetivo de discutir um programa global conjunto voltado para a promoção do acesso ao tratamento e à assistência integral e humanizada para usuários de álcool e outras drogas.

De acordo com o representante do Escritório Regional do Unodc para o Brasil e Cone Sul, Bo Mathiesen, o debate precisa envolver a atenção integral ao usuário de drogas, por meio do respeito aos direitos humanos.

“Trata-se da ampliação da perspectiva de futuro dessas pessoas, que têm uma doença tratável, mas que, muitas vezes, são marginalizadas. É preciso que governos, organismos internacionais e sociedade civil atuem em conjunto”, afirmou.

Mathiesen destacou desafios a serem considerados no cenário brasileiro, como o fato de o país fazer fronteira com três grandes produtores de cocaína – a Colômbia, o Peru e a Bolívia.

Para o representante do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas do Ministério da Saúde, José Luiz Telles, a cooperação internacional é fundamental, porque significa a união de esforços em busca de medidas para diminuir, por exemplo, o consumo de crack no país.

“Alcançamos um patamar razoável de assistência à saúde [dos usuários de drogas], mas sempre desejamos mais”, acrescentou.

O representante da Assessoria Internacional do ministério, Eduardo Botelho Barbosa, considera o tema “um verdadeiro desafio civilizatório” e destacou que é preciso ter consciência de que se trata de um problema de saúde pública global.

Ele reconheceu a necessidade de um olhar inovador sobre o cenário das drogas no país e avaliou que é preciso repensar as atuais abordagens.

“Enfatizar o tratamento já é um passo importante, um desdobramento positivo porque representa uma abordagem inovadora”, disse.

“Temos que levar em conta as peculiaridades que existem no Brasil, políticas que o governo já desenvolveu”, completou.


Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta