Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 10 de maio de 2021
Busca
Brasil

OMS destaca vontade política para eliminar a hanseníase

2 Jul 2004 - 09h13
Para eliminar a hanseníase é preciso vontade política. E isso, "felizmente agora é uma realidade". As afirmações são do embaixador da Organização Mundial de Saúde para a Eliminação da Hanseníase, Yokei Sasakawa, em referência ao Plano de Erradicação da Hanseníase do Ministério da Saúde, lançado para estimular o diagnóstico precoce e o combate ao preconceito contra a doença.

O embaixador veio ao Brasil para tratar a questão da hanseníase durante a IX Conferência Nacional de Direitos Humanos e conhecer o programa do Ministério da Saúde. Antes de embarcar de volta para o Japão, na segunda-feira (5), ele terá encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Conhecida também como lepra, a hanseníase ainda hoje é um problema recorrente no Brasil. Causada por uma bactéria, é transmitida por via respiratória e se caracteriza pelo surgimento de manchas brancas e avermelhadas na pele. Segundo dados do Ministério da Saúde, o país é o segundo no mundo em número de doentes – o primeiro é a Índia. Em alguns estados brasileiros são registrados cerca de 20 casos para cada grupo de 10.000 habitantes.
 
Agência Brasil 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'