Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

OMS contabiliza 4.108 mortes por gripe suína em todo mundo

2 Out 2009 - 15h21Por Folha Online

A gripe suína, denominada oficialmente gripe A (H1N1), já infectou 343.298 pessoas no mundo todo e matou ao menos 4.108, informou nesta sexta-feira a OMS (Organização Mundial da Saúde), em seu balanço semanal sobre a doença que se tornou a primeira pandemia do século 21.

Os dados correspondem aos casos contabilizados até 27 de setembro passado. A agência da ONU (Organização das Nações Unidas) destacou ainda que os números dizem respeito aos diagnósticos confirmados em laboratório, motivo pelo qual o total de casos pode ser maior.

A América, com 3.020 mortes confirmadas e 137.147 contágios, continua sendo a região mais afetada pela doença.

Já no Pacífico Ocidental, foram contabilizadas 383 mortes e 96.197 casos.

No Sudeste Asiático, a gripe suína matou 413 pessoas e contaminou outras 33.594.

Os dados mostram ainda que, na Europa, 176 pessoas morreram e outras 56 mil foram infectadas pela doença.

Na área do Mediterrâneo oriental, 12.008 pessoas ficaram doentes e 74 morreram depois de contaminadas pelo vírus A (H1N1).

Por sua vez, a África registrou 42 mortes e 8.352 casos da doença.

Segundo a OMS, a gripe suína começou a recuar nas áreas temperadas do hemisfério Sul --Chile, Argentina, Austrália, Nova Zelândia. Nas áreas tropicais da América, também foi identificada uma tendência de recuo em países como Brasil, Bolívia, Costa Rica, El Salvador, Panamá, Paraguai, Venezuela. Porém, o número de casos aumentou em nações como Cuba e Colômbia.

Na Ásia, há uma tendência de alta nos contágios em países como Índia e Camboja, embora os casos estejam diminuindo, de modo geral. Na América do Norte, a transmissão é ampla e se mantém mais elevada que a da gripe comum.

Na Europa e na Ásia Ocidental, a transmissão se mantém baixa, menos no Reino Unido, na Irlanda e na França.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e nas articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha o vírus, e examinada em laboratório.

O tratamento precoce com os antivirais Tamiflu ou Relenza pode ajudar a reduzir a gravidade e a duração da infecção, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai