Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de fevereiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Oito cidades da Copa terão internet a R$ 35 já em 2010

12 Jun 2010 - 07h12Por G1

Oito das 12 capitais que serão sede dos jogos da Copa 2014 no Brasil terão banda larga a R$ 35 ainda este ano: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Natal e Salvador. A informação foi confirmada ao G1 na tarde desta sexta-feira (11) pela assessoria de imprensa da Telebrás – órgão reativado pelo governo federal para ser o responsável por implementar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

De acordo com o plano de gestão da Telebrás, além das cidades-sede do Mundial de 2014, serão interligadas ao sistema mais oito capitais – Palmas, Aracaju, Goiânia, Maceió, São Luís, Teresina, Vitória e João Pessoa – e outras 100 cidades do Nordeste e Sudeste do país.

O governo vai vender banda larga no atacado para quem quiser oferecer o serviço"
Rogério Santanna

“A meta para esse ano é implantar o núcleo principal da rede, chamado de backbone, em 16 capitais e interligá-lo com mais 100 cidades, além de ligar 96 pontos corporativos do Governo Federal nas capitais. Até 2014, chegaremos a 4.278 municípios”, afirmou o presidente da Telebrás, Rogério Santanna, ao blog da 9ª Oficina para Inclusão Digital, evento que será realizado entre os dias 22 e 24, em Brasília.

“O governo vai vender banda larga no atacado para quem quiser oferecer o serviço. Vamos fazer um contrato com fornecedores interessados em disponibilizar o sinal de alta velocidade para o usuário final ao preço de R$ 35. Nos locais onde não houver cobertura suficiente, preço suficiente ou velocidade suficiente, o governo vai fornecer diretamente”, explicou Santanna.

O presidente da Telebrás é um dos convidados da 9ª Oficina para Inclusão Digital, que terá o PNBL como tema de uma plenária e será transmitida ao vivo pela internet. O evento reunirá monitores de telecentros, representantes de instituições de apoio à inclusão digital, gestores de projetos governamentais e privados, membros de conselhos gestores, além de profissionais, estudantes e pesquisadores da área. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site oficial do evento.

Com investimento total é estimado em R$ 13,5 bilhões, o PNBL tem o objetivo de expandir de 11,9 milhões para cerca de 40 milhões o número de domicílios com conexão à internet rápida até 2014 a um preço máximo de R$ 35.

A ideia é possibilitar que os mais de 1,7 mil provedores atuantes hoje no país tenham condições de participar do processo de expansão da banda larga, atualmente dominado por três grandes operadoras – Grupo Embratel Net, Telefônica e Oi, que detém 86% da conexão do Brasil.

“A banda larga é cara, só existe nos grandes centros, é mais barata nos grandes centros e regiões mais ricas e, em geral, está em regiões com concentração populacional. As pesquisas mostram que as regiões mais pobres estão excluídas desse processo. Essa infra-estrutura tem de baixar de preço para que o país possa multiplicar os acessos, expandir as possibilidades de negócios e de projetos nas áreas de educação, saúde e segurança”, afirmou Santanna.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FEMINICIDIO
Mulher é morta com tiro na cabeça na frente dos filhos
FAMOSOS
Chorando, sertanejo Zezé di Camargo faz grave revelação sobre luta de seu pai contra doença
APLICATIVO
Justiça trabalhista admite como prova conversas por WhatsApp
ATENTADO A ESCLARECER
Deputado federal de MS diz que seu carro foi atingido por 5 tiros e que revidou
MEDULA ÓSSEA
Jovem fica paraplégica por causa de um piercing
ABSURDO
Professora é envenenada em sala de aula por alunos do 4º ano
COMOÇÃO
Despedida de Júlia é um dos velórios mais tristes que Brasília já viu
FAMOSIDADES
Pai do sertanejo Zezé di Camargo, está em situação gravíssima de saúde
VICENTINA - PESQUEIRO 7 BELLO
Domingo especial no Pesqueiro 7 Bello com almoço e o 3º Torneio de Pesca Esportiva em Vicentina
FAMOSIDADES
“Já estou com saudades”, lamenta Ana Maria Braga pela morte da cachorrinha