Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

OIE enxerga MS em bloco com Paraguai e Bolívia

25 Mar 2010 - 11h02Por MS Notícias

De acordo com Elvio Pattat Cazola, fiscal agropecuário federal do MAPA (Minstério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a OIE (Organização Mundial de Sanidade Animal), considera que Mato Grosso do Sul se encontra em uma região que merece cuidado. “O mundo não enxerga o Estado (MS) como um só, e sim como um bloco composto também pelo Paraguai e Bolívia”, comenta o fiscal. As informações foram passadas durante a Expogrande 2010, no auditório do parque de exposições Laucidio Coelho.

Cazola diz que é preciso ter cautela quando a questão de área livre de vacinação, pois fazemos divisa com outros países. Depois de dois anos do embargo da carne brasileira para a União Européia, em 2008 o país recebe novamente a restituição do reconhecimento de zona livre de Febre Aftosa. Porém, devido a localização Mato Grosso do Sul recebe o estatus concedido pela OIE apenas dois meses depois, e assim consegue exportar carne para o Chile e Reino Unido.

Segundo o representante federal para receber a declaração de área livre pela Organização Mundial, foi preciso que o Brasil ficasse 24 meses sem foco e 12 meses sem evidências de infecção. A manutenção de um programa de vacinação foi outra exigência estabelecida, além de medidas para prevenção e controle e registro de ocorrência.

Para o futuro os desafios são a ampliação de zona livre para as regiões norte e nordeste, o fortalecimento de estruturas de defesas, assim como o fortalecimento das ações conjuntas em áreas limítrofes. Outros passos são vigilância e prevenção, uniformização dos procedimentos, manuais de treinamentos e registros.

“O crescimento do agronegócio, a globalização e o aumento do risco, doenças com forte impacto no comércio, interesse dos competidores, garantias aos importadores, segurança ao consumidor, estrututara e recurso do setor público e instabilidade econômica são outros pontos que devemos trabalhar. Tudo é exigido porque precisamos mostrar transparência e ganhar credibilidade. O tempo do jeitinho acabou”, revela Élvio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade