Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Obina marca três gols, Palmeiras faz 4 a 0 e mantém a liderança

30 Out 2009 - 07h05Por Uol

Nervosismo, apoio incondicional da torcida e um show particular de Obina. O líder do Campeonato Brasileiro está de volta. Com um futebol vistoso e de muita raça, o Palmeiras afastou a pressão ao golear o Goiás por 4 a 0, com três gols do centroavante e outro de Deyvid Sacconi. A vitória no Parque Antarctica cheio e em festa fez a equipe alviverde se recuperar das três derrotas consecutivas e manter a liderança do Nacional.

"A dedicação da nossa equipe prevaleceu. Mostramos a força de nosso grupo. Foi uma noite maravilhosa para toda a equipe. Acho que não estava jogando bem nas últimas partidas e não dormia legal porque sabia que podia render mais. Recebi muitas críticas, mas isso só serviu para que eu crescesse", celebrou o heroi alviverde Obina, que não marcava há 68 dias.

O triunfo deixou o Palmeiras com 57 pontos, dois a mais que o vice-líder São Paulo, que estava na frente da tabela provisoriamente. Equipe que mais ficou na ponta do Brasileiro de 2009, o time alviverde fica na posição pela 18ª rodada consecutiva e afasta a pressão que rondava o clube.

O Palmeiras foi para o duelo pressionado pela sequência de quatro jogos sem vitórias e com um prenúncio de crise rondando o Parque Antarctica, que obrigou a equipe a se "refugiar" em Atibaia para mudar de clima. O retiro deu certo, e nesta quinta-feira o time mostrou uma cara nova diante da pressão e soube controlar a partida com grande atuação.

O Goiás, por sua vez, perdeu a chance de voltar a se aproximar do G-4. O clube esmeraldino chegou à sexta partida sem vitórias e manteve os 47 pontos, na oitava colocação. "Infelizmente, o time caiu muito nas últimas partidas. É uma pena. Temos elenco para lutar pelas primeiras colocações. Não sei explicar o que aconteceu", lamentou Iarley.

Assim como prometeu o técnico Muricy Ramalho, o Palmeiras começou a partida com um esquema defensivo, formado por três zagueiros e dois volantes. Mas ainda assim viu o Goiás quase abrir o placar com apenas cinco minutos de jogo.

Motivado pelos fortes gritos da torcida, o time alviverde melhorou de produção aos poucos e começou a se aproximar da meta de Harlei com jogadas pelas laterais. Enquanto isso, a defesa seguiu com problemas diante da criação esmeraldina, liderada por Léo Lima e Iarley.

Apesar da chances, nenhum dos times fez o suficiente para mudar o placar até o intervalo. Porém, ambos os lados saíram satisfeitos. "Estamos bem. Está tudo tranquilo, pois sabíamos da dificuldade do Goiás", afirmou o goleiro Marcos. "Criamos muitas chances e se continuarmos vamos marcar", destacou o rival Júlio César.

Os anfitriões ensaiaram uma nova pressão no início da etapa final e levaram o estádio abaixo aos 4min. Obina mostrou oportunismo a abriu o placar para renovar a esperança da torcida.

Depois disso, o Palmeiras ainda teve outras oportunidades, mas ao mesmo tempo viu o Goiás se lançar para o ataque. Até que aos 29min, Obina voltou a decidir. O centroavante se aproveitou de pênalti sobre Ortigoza e anotou o segundo com uma cobrança forte no canto.

Agora, a equipe alviverde volta a atenção para o clássico de domingo contra o Corinthians. Depois de desviar o foco do duelo em Presidente Prudente, o Palmeiras finalmente se concentra exclusivamente no arquirrival. Já o Goiás encara o Atlético-MG no mesmo dia, em casa.

PALMEIRAS 4 X 0 GOIÁS

Data: 29/10/2009 (quinta-feira)
Local: estádio Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio Pessanha e Ediney Guerreiro Mascarenhas (ambos RJ)
Público: 18.070 torcedores
Renda: R$ 722.461,24
Cartões amarelos: Sandro Silva, Armero (PAL); Amaral, Rafael Tolói 2, Valmir Lucas e Fernando (GOI)
Cartão vermelho: Rafael Tolói (GOI)
Gols: Obina, aos 4min, aos 30min e aos 42min; Deyvid Sacconi, aos 38min do segundo tempo

PALMEIRAS
Marcos; Maurício, Danilo e Marcão; Figueroa, Edmílson (Sandro Silva), Souza, Diego Souza e Armero; Ortigoza (Deyvid Sacconi) e Obina (Robert)
Técnico: Muricy Ramalho

GOIÁS
Harlei; Valmir Lucas, Rafael Tolói, Ernando e Júlio César; Amaral (Ramalho), Fernando, Romerito (Douglas) e Léo Lima (Felipe); Iarley e Fernandão
Técnico: Hélio dos Anjos

Leia Também

BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG