Menu
SADER_FULL
quarta, 3 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Obesidade infantil vira desafio da saúde pública nacional

26 Mai 2011 - 10h10Por Correio Braziliense

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada dez crianças do mundo, cerca de 10%, está acima do peso, sendo que cerca de 30 a 45 milhões delas são obesas - ou 2 a 3% de toda população infantil entre cinco e 17 anos.

No Brasil, estima-se que pelo menos 10% das crianças estejam com sobrepeso, e que mais de 7% delas sofram com a obesidade.

A obesidade infantil é uma enfermidade, caracterizada pelo excesso de gordura corporal, geralmente causada pela ingestão excessiva de alimentos e um gasto energético insuficiente, que muitas vezes está associado, a múltiplas causas simultâneas, razão que dificultam o tratamento da doença. Entre estas, existem fatores biológicos e ambientais.

Os fatores biológicos são a genética e o metabolismo, os ambientais são características psicológicas, hábitos alimentares e atividades físicas.

Ou seja, a inadequação do padrão alimentar, onde se é verificada um grande consumo de gorduras e açúcar, em detrimento de frutas, hortaliças e grãos integrais, associada ao sedentarismo é a principal causa do aumento desta prevalência.

Outro importante fator para a obesidade dos filhos é o exemplo dado pelos pais.

Quando um dos pais é obeso, o risco de a criança ser obesa é de 50%. Se o pai e a mãe são obesos, esse risco sobe para 90% e apesar de os fatores genéticos responderem por uma probabilidade menor, 24% a 40% dos casos de sobrepeso, não se pode negar a influência de quem põe a comida na mesa.

Crianças com excesso de peso menores que 7 anos possuem a probabilidade de permanecerem assim também na fase adulta, e ainda podem desenvolver sérios problemas de saúde como hipertensão, colesterol elevado, diabetes tipo 2 e danos cardiovasculares.

A insistência da obesidade após esta fase pode cooperar ainda mais para o agravamento deste quadro.

Além disso, brincadeiras e apelidos recebidos por uma criança obesa podem deixá-la traumatizada, desenvolvendo também transtornos psicológicos.

Desta forma a prevenção da obesidade infantil estar diretamente relacionada em criar na criança um hábito de alimentar-se bem.

É necessário que todos que estão à sua volta concentrem seus esforços para que a educação da criança seja a melhor possível, e é isso que proporcionará uma vida saudável em todos os sentidos.

Tal iniciativa deve evitar constrangimentos e repreensões em público ou na hora das refeições já que podem tornar a criança um adulto triste e com baixa autoestima

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Filho de fazendeiro reclama de dor anal e mãe descobre estupro cometido por funcionário
BOA NOTICIA
Governo zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha
RIGOR DA LEI
Cidade vai multar em até R$ 60 mil quem descumprir decreto de combate ao Covid-19
PANDEMIA 100 FIM
Brasil tem 30.484 mortes por Covid-19 em fevereiro, 2º maior número em toda a pandemia
charge_gasolina 100 TRÉGUA
Facada: Petrobras anuncia novo aumento nos preços da gasolina e diesel
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença