Menu
SADER_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Obesidade causa 10 vezes mais infartos em mulheres

17 Dez 2009 - 09h50Por Portal da Educação

De acordo com estudo da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, realizado pelo hospital Dante Pazzanese, as mulheres com excesso de peso têm 10 vezes mais probabilidades de sofrer problemas cardíacos do que os homens.

O estudo inédito revelou também, que tanto os homens como as mulheres obesas, apresentam nove vezes de chances de terem infartos do que os pré-obesos. Outro resultado apontado foi que os hipertensos correm 2,5 vezes mais riscos em relação àqueles que não sofrem de pressão alta.

Das mulheres que participaram dos testes para se fazer os estudos 98% tinham circunferência abdominal muito elevada, ou seja, acima de 88 cm. Já os homens 82,7% deles apresentaram medidas elevadas, levando em consideração o ideal seria uma circunferência menor que 102 cm.

Segundo o tutor do Portal Educação, Ronaldo de Jesus Costa, a obesidade é um problema de saúde pública, estatisticamente mais severa em mulheres, que também mais sofrem psicologicamente com a situação. “Por isso, a campanha por uma alimentação mais saudável é fundamental”, aconselha Ronaldo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"