Menu
SADER_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Número de empregos na indústria cresce 66% em 5 anos, revela Fiems

27 Set 2010 - 12h47Por Diário MS
Com saldo de 1.236 empregos formais criados no mês de agosto deste ano, o setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, registra aumento de 66% no número de estoque de empregos formais nos últimos cinco anos, saltando de 68.269 no ano base de 2005 para 113.100 nos primeiros oito meses deste ano, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.
O resultado observado em agosto permitiu ao setor industrial de Mato Grosso do Sul alcançar o maior estoque de empregos formais já registrados para o mês nos últimos 15 anos, mantendo, dessa forma, a parcela de 21% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul, ficando atrás somente dos setores de serviços (25%) e da administração pública (24%), com um total de 137,9 mil e 130,7 mil empregos formais, respectivamente, e na frente do comércio, com 101,1 mil, e da agropecuária, com 64,4 mil. Hoje, com o saldo acumulado no ano, Mato Grosso do Sul obteve a marca de 547,4 mil postos formais de trabalho, indicando uma elevação equivalente a 6,16% sobre o estoque total verificado ao fim de 2009.
Na avaliação do Radar da Fiems, em 2010, o setor industrial sul-mato-grossense vem acumulando sucessivos recordes, alcançando, deste modo, a cada mês, o maior estoque de empregos formais já obtidos ao longo de sua série histórica. Ainda conforme o Radar da Fiems, com esse crescimento de 66% em cinco anos, o setor industrial ampliou ainda mais a sua evolução acumulada na comparação com os setores de serviços, que registrou alta de 38% no mesmo período, do comércio, com aumento de 26%, da agropecuária, com elevação de 17%, e da administração pública, que subiu 13%.
No caso do emprego formal de todos os setores da economia em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou ascensão de 31% de 2005 a até agosto de 2010. Constata-se, deste modo, que no período compreendido, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria em Mato Grosso do Sul foi 27% maior que o apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 20%, 31%, 41% e 47%, respectivamente.
Por fim, na comparação com o mês imediatamente anterior, o índice de evolução do emprego formal na indústria, comércio, serviços e administração pública elevaram-se em 1,1%, 0,7%, 0,5% e 0,1%, respectivamente, enquanto na agropecuária, na mesma comparação, apresentou uma redução equivalente a 1%. Ainda com o desempenho verificado em agosto, o segmento industrial mantém sua elevada participação sobre o saldo total de empregos formais criados, no ano, em Mato Grosso do Sul.
Para se ter idéia, de janeiro a agosto deste ano, as indústrias sul-mato-grossenses geraram 9.798 novos postos formais de trabalho, o que corresponde a 41% do total de novos empregos gerados no Estado. Na seqüência, aparecem os setores de serviços, com 7.721 vagas ou 32%, agropecuária, com 3.551 vagas ou 15%, e o comércio, com 2.771 vagas ou 12% do total de novos empregos criados em 2010.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA É LEI
AGORA É LEI: Prisão de até 05 anos para maus-tratos contra cães ou gatos
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados
+ CONSUMO
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas