Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Novilho Precoce deve abater 400 mil animais este ano em MS

20 Nov 2006 - 10h28
Conforme dados da Secretaria de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), o Novilho Precoce repassou, até 30 de outubro, R$ 22,3 milhões em incentivo aos 3.200 produtores cadastrados no programa nos últimos oito anos. A meta este ano, segundo o secretário de Estado da Produção e do Turismo, João Cavalléro, é que o abate chegue a 400 mil animais precoces, o que representa aproximadamente 10% do total de bovinos abatidos no Estado. “É um produto que atinge mercados até então fechados para a pecuária nacional, pois o produtor passa a vender carne de qualidade e não arroba de boi”, atenta Cavalléro.

De acordo com os dados do Novilho Precoce, até o mês de outubro mais de 259 mil animais foram abatidos nos oito frigoríficos credenciados no Estado. Desses, 221 mil foram classificados como precoce – somando então um incentivo de R$ 4,2 milhões – atingindo um índice de eficiência de 85,15%. Embora os dados sejam parciais, o elevado índice de eficiência mostra que os criadores vêm se adequando às novas exigências de mercado.

Entre os animais abatidos como precoce – classificação determinada de acordo com a tipificação de carcaça – o maior índice é de machos, em torno de 171,4 mil cabeças (77,5%). Nesse caso os animais atingiram peso médio de 17,75 arrobas com incentivo médio de R$ 20,00 por cabeça, um repasse de R$ 3,4 milhão. No mesmo período as fêmeas somaram 49,4 mil cabeças com um peso médio de 13,75 arrobas e um incentivo médio de R$ 16,05 por animal, um total de R$ 793,6 mil.

Ainda com base nos dados, a maior parcela dos animais abatidos foi classificado na categoria dois dentes (permanentes), ou seja, obtiveram como incentivo uma redução de 50% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) vigente, somando repasse de R$ 1,9 milhão. Na seqüência ficaram as categorias quatro dentes (permanentes), com R$ 1,14 milhão e dente-de-leite (sem nenhuma queda), com R$ 1,12 milhão.

“O Novilho Precoce trouxe uma mudança para o comportamento tecnológico da bovinocultura no Estado. Hoje, o empreendedor entende que o mercado só vai remunerar melhor os que produzirem um produto de qualidade e conformidade, no padrão exigido pelo consumidor final”, sinaliza João Cavalléro ao comentar que, se antes Mato Grosso do Sul exportava apenas os excedentes, hoje ele produz um produto originalmente "tipo exportação".

Para os pecuaristas que ainda não fazem parte desse grupo, mas que estão interessados em participar do programa, as inscrições podem ser feitas através do site www.seprotur.ms.gov.br.
 
 
 
APn

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro