Menu
SADER_FULL
quinta, 6 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

No sufoco, Santos empata e se garante na final do Paulistão

23 Abr 2007 - 04h55

Sem fazer uma exibição brilhante, a equipe do Santos jogou pelo regulamento e ficou em um empate por 0 a 0 com o Bragantino para garantir sua vaga na final do Campeonato Paulista. O grande nome da partida foi o goleiro Fábio Costa, que confirmou a classificação santista.

O gramado muito molhado do Estádio do Morumbi prejudicou à qualidade da partida, principalmente na primeira etapa. A equipe alvinegra encara agora na final o time do São Caetano, que passou pelo São Paulo por 4 a 1, ontem.

Precisando da vitória, o time do Bragantino começou melhor. Logo no primeiro minuto, Antônio Carlos foi enganado pela poça de água. Everton se aproveitou e entrou na cara de Fábio Costa, mas o chute saiu em cima do goleiro.

A equipe santista respondeu no minuto seguinte. Cléber Santana bateu falta com violência. Felipe pulou e não achou nada. A bola passou raspando o travessão.

O Bragantino era mais perigoso no começo do jogo e chegava com frequência ao gol de Fábio Costa. Aos 6min, Júlio César cobrou falta na primeira trave. Adriano desviou de cabeça a bola passou à esquerda do gol.

Aos poucos, o Santos foi melhorando e perdeu grande chance de abrir o marcador aos 24min. Tabata colocou por elevação para Marcos Aurélio. Tiago Vieira acertou o atacante e o árbitro apontou o pênalti. Cléber Santana cobrou com paradinha e mandou na trave direita de Felipe. O próprio jogador pegou o rebote e o árbitro anulou a jogada.

A perda do pênalti fez o Bragantino crescer na partida. Aos 34min, André cobrou bem no canto direito e Fábio Costa espalmou para o lado. Na sobra, Somália chutou mal e jogou pela linha de fundo.

O Santos teve a última chance da primeira etapa. Aos 44min, Cléber Santana recebe boa abertura, dominou e soltou o pé. A bola pegou na rede pelo lado de fora.

A equipe santista começou melhor na segunda etapa. Aos 2min, Rodrigo Tabata chutou bem no ângulo. Felipe pulou e praticou excelente defesa.

A equipe do Santos seguiu melhor. Tabata rolou para Kléber cruzar na medida para Cléber Santana. Cabeçada saiu forte, mas por cima do travessão.

Sabendo que precisava de pelo menos um gol para garantir sua vaga, o Bragantino partiu para o ataque. Aos 28min, Adriano bateu falta bem. Fábio Costa saiu desajeitado e cortou na hora certa.

No final do jogo, a equipe do interior aumentou ainda mais a pressão. Aos 41min, Bill tabelou na área e recebeu na frente. Chute saiu rasteiro e Fábio Costa salvou o Santos. No minuto seguinte, após escanteio, a bola foi desviada na pequena área e tocou no travessão de Fábio Costa.

A última chance do Bragantino aconteceu nos acréscimos. Somália pegou sobra da defesa santista e foi tocado por Zé Roberto. Falta perigosa à favor do Bragantino. André bateu bem por cima da barreira e a bola passou raspando o travessão.

 

Redação Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões