Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 28 de julho de 2021
Busca
Brasil

No fim, Botafogo bate o Santos com golaço de Loco Abreu

10 Set 2010 - 07h42Por Gazeta Esportiva

O Santos buscou, criou, pressionou, mas o Botafogo teve aplicação tática durante todo o jogo e foi premiado com um gol de Loco Abreu para vencer por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Pacaembu. O uruguaio entrou no decorrer do segundo tempo e marcou, no final, um lindo gol para definir o triunfo dos cariocas, após aplicar um chapéu no goleiro Rafael.
Com a vitória fora de casa, os botafoguenses chegaram à terceira colocação, com 34 pontos, levando a melhor no saldo de gols sobre o Cruzeiro, quarto colocado. Já o Peixe cai para a quinta posição, com 31 pontos ganhos, com uma vitória a mais sobre o Internacional.
Na próxima rodada, os santistas visitam o Ceará, domingo, às 18h30 (horário de Brasília), no Castelão. Enquanto isso, os cariocas enfrentam o São Paulo, também no domingo, só que às 16 horas, no Engenhão.
O jogo - O Santos começou o jogo pressionando o adversário e criando boas chances de gol. A primeira, aos quatro minutos, com Neymar. O atacante fez boa jogada individual, tirou a marcação e bateu para o gol. Atento, o goleiro do Botafogo, Jefferson, espalmou a bola pela linha de fundo.

No minuto seguinte, Jefferson brilhou novamente. Neymar cruzou da direita, a bola sobrou para Durval que, um pouco a frente da marca do pênalti, soltou a bomba para uma grande defesa do arqueiro carioca.

Aos 26, os santistas voltaram a assustar Jefferson. Dessa vez, Keirrison lançou Alex Sandro em boas condições de fazer o gol. O lateral esquerdo avançou, mas na hora da finalização, mandou a bola por cima do gol botafoguense.

Com 27, foi a vez de Danilo ter mais uma oportunidade. O jogador - que é lateral direito de origem, mas vem atuando como segundo volante da equipe - recebeu bom passe e contou com a ajuda de Keirrison, que chamou a atenção da zaga do Glorioso, para tirar a zaga do lance, só que na hora do arremate, pegou mal na bola, desperdiçando mais uma chance para o Peixe.
Pressionado durante a maior parte do primeiro tempo, o Botafogo melhorou a sua postura nos minutos finais antes do intervalo, e também assustou o gol do time da Vila Belmiro. Aos 36, Maicosuel fez bom lance individual, tocou para Renato Cajá, que encontrou o lateral Alessandro livre na direita. Ousado, Rafael saiu com os pés praticamente em cima de Alessandro, evitando o gol dos visitantes.

Antes do fim da primeira etapa, ainda deu tempo de Neymar exigir mais uma boa intervenção de Rafael. Aos 43, o camisa 11 do Alvinegro Praiano gingou para cima do seu marcador, clareou o lance para o chute, mas Jefferson espalmou de mão trocada, garantindo o 0 a 0 no intervalo.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Dorival Júnior resolveu colocar mais velocidade na sua equipe, trocando o meia Marquinhos por Madson e o centroavante Keirrison por Zé Eduardo.

E as modificações quase que surtiram efeito imediato quando com um minuto da etapa complementar. Madson lançou Zezinho, que rolou para o meio da áreas, buscando Zé Eduardo. O atacante tocou para o gol, porém, Jefferson mais uma vez fez grande defesa, impedindo o primeiro gol do Santos.

Procurando colocar um time mais ofensivo, Joel Santana respondeu e colocou Caio no lugar de Fahel no Botafogo, aos sete. Só que com muitos erros de passe, o jogo foi avançando sem que houvesse alteração no placar. Aos 19, Joel ainda mexeria de novo no clube da Estrela Solitária, sacando Herrera para a entrada de Edno.

Alguns minutos depois, mais precisamente aos 25, as duas equipes voltaram a fazer substituições em busca da vitória. No Peixe, Zezinho saiu para Breitner entrar em campo. No Bota, Loco Abreu entrou na vaga de Maicosuel.

E os cariocas assustaram aos 30, quando Marcelo Cordeiro evitou a saída de bola pelo lado esquerdo e cruzou na área para Loco Abreu. O centroavante uruguaio subiu mais alto que a zaga santista, tocando de cabeça ao lado direito do gol defendido por Rafael.

Os santistas não deixaram por menos e aos 37, quase chegaram ao gol. Madson tocou para Neymar, que bateu na saída de Jefferson. O goleiro botafoguense fechou bem o ângulo e desviou a bola, que foi cortada pela zaga de sua equipe, antes da chegada de Breitner.

Já nos minutos finais, aos 44, os botafoguenses conseguiram a vitória. Caio levantou a bola para Edno, que ajeitou de cabeça para Loco Abreu dar um chapéu em Rafael e estufar as redes do Alvinegro Praiano, que ainda tentou pressionar através de bolas paradas, mas não teve tempo para reagir.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos
COVID 19 NO BRASIL
Brasil registra 19,68 milhões de casos de covid-19 e 549,92 mil mortes
Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos