Menu
SADER_FULL
terça, 20 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Nilmar não joga mais no Corinthians, diz empresário

17 Abr 2007 - 17h46

Depois de acertar verbalmente sua permanência no Corinthians até dezembro, Nilmar recuou e agora pretende deixar o clube alvinegro. O empresário do atacante, Orlando da Hora, prometeu entrar na Justiça para garantir a saída do jogador.

"Nós vamos à Justiça. O acordo (de quinta-feira, sobre a permanência de Nilmar no Corinthians até dezembro deste ano), mais uma vez, não foi fechado", disse o empresário ao Terra Esportes.

"Fechamos um acordo na presença do (Renato) Duprat (representante do MSI, parceiro da equipe paulista) e de outros dirigentes. O Alberto Dualib (presidente do clube alvinegro) concordou, mas depois a assessoria jurídica do Corinthians disse que o acordo não era benéfico para o Corinthians", afirmou.

Orlando da Hora deixou clara a sua insatisfação com a diretoria alvinegra. "Não temos mais a quem procurar no Corinthians", declarou o empresário, temeroso com a situação financeira do clube paulista. "Daqui a pouco o Corinthians não paga o Lyon (da França), nem o Nilmar", completou.

Após sofrer uma ruptura no joelho esquerdo na partida contra o Palmeiras, no dia 4 de março, pelo Paulista, Nilmar passou se tratar no Corinthians para se recuperar da lesão. Com previsão de retorno aos gramados entre os meses de setembro e novembro, o atacante vai procurar outro lugar para treinar.

"Vamos sair com uma 'placa' pedindo para algum clube recebê-lo", prometeu Orlando da Hora. "Só faltava o Corinthians cobrar para o Nilmar treinar", finalizou o empresário do jogador.

 

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Luan Santana e Jade Magalhães terminam noivado de 12 anos
CORONAVIRUS NOS ANIMAIS
Gato é o primeiro animal no Brasil que testa positivo para o Coronavirus
ABSURDO
Enfermeiros, fisioterapeuta e médico são afastados após denúncia de estupro na UTI
BRASIL - 153.905 MORTES
Brasil registra 10,9 mil novos casos de covid-19 em 24 horas
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga hoje auxílio emergencial de R$ 300 a 1,6 milhão do Bolsa Família
BRASILEIRÃO
Com possível 'adeus' de Soteldo, Santos vence o Coritiba fora de casa
HORÁRIO DE VERÃO
HORÁRIO DE VERÃO: Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano consecutivo
GOVERNO NA CONTRA-MÃO
Bolsonaro: Vacina contra a covid-19 não será obrigatória
BRASIL -152.460 MORTES
Covid-19: Brasil tem 713 óbitos e 28.523 novos casos em 24h
INSS - BLOQUEIO
INSS prorroga interrupção de bloqueio de benefícios