Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Não existe responsabilidade fiscal no Brasil, diz Heloísa

18 Set 2006 - 08h12
A candidata à Presidência da República Heloísa Helena (Psol) afirmou durante entrevista ao jornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo, que já apresentou o programa de governo na sua campanha, embora o documento não esteja disponível para conhecimento público. A candidata se mostrou irritada com a maior parte das perguntas dos jornalistas.

Ao defender que o Congresso, em sua gestão, serviria para monitorar os passos do presidente, ela desferiu novas críticas contra o governo atual. "Eu não vou querer o Congresso nacional nos esgotos da República, agindo nas surdinas. Eu não acredito que só exista um tipo de relacionamento com o Congresso, que seja trocando cargos, mensaleiros e atos de corrupção. Quem tem responsabilidade social no País sou eu. Não existe responsabilidade fiscal no País, o que existe é deslize", afirmou.

Ao expor seu programa, ela defendeu a criação de um congresso agropecuário e negou que tenha dois discursos. Na verdade, disse ela, este tópico do programa apresenta duas vias de investimentos: uma para a agricultura familiar e outra para a agricultura de exportação.

Quando uma das jornalistas perguntou sobre o assunto referente à invasões de terra estar ficando de lado na sua campanha, Heloísa disse: "até parece, jornalista, que eu sou mulher de fugir de discussão". A candidata disse que defende a estabilidade da moeda e se compromete com a meta da inflação. Se for eleita, Heloísa disse que usará todo o instrumental técnico necessário para impedir a fuga de capitais, uma vez que haverá redução da taxa de juros. Os programas que serão atendidos com esta redução fiscal serão os voltados para a educação, moradia, segurança e saúde. Se houver fuga de capitais, pensou alto Heloísa, ela pretende trocar por dólar e evitar a inflação. "Não há racionalidade entre diminuir a taxa de juros e aumentar a inflação", disse.

Quando foram abordados os tons radicais dos projetos de governo do Psol, Heloísa defendeu-se dizendo que não terá atitudes radicais, porque respeitará as instituições, embora defenda um orçamento público unilateral, sob a responsabilidade do presidente. O chefe do Executivo viajaria a cada Estado brasileiro para discutir com empresários, movimentos sociais e cidadãos a criação de um novo modelo de orçamento a partir das realidades brasileiras, sem necessariamente precisar de medidas provisórias ou aprovação do Congresso.

 

Terra Redação

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA