Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Na Câmara, Grazielle Machado inicia dialogo com agentes de saúde

4 Fev 2011 - 15h57Por Fátima News com Assessoria

Iniciada em quatro de janeiro, a greve dos agentes de saúde e de epidemiologia de Campo Grande foi alvo central de debate na primeira sessão do Legislativo Municipal. Líder da bancada do PR, a vereadora Grazielle Machado desceu à platéia do Plenário Oliva Enciso para iniciar um diálogo positivo com alguns representantes da categoria na tentativa de finalizar a greve que já afeta a população campo-grandense.

Para se ter uma ideia, desde o ano passado, 22 pessoas morreram em consequência da dengue hemorrágica em Campo Grande. Até este mês foram registrados 41.430 casos na cidade. “Enquanto representantes da população, nossa intenção é defender o interesse dos Agentes de saúde, considerando a possibilidade de adequação de um possível reajuste salarial ao orçamento Prefeitura Municipal. É tarefa do Legislativo dialogar e procurar alternativas para equalizar os interesses”, antecipou Grazielle

A reclamação, além da falta de material de trabalho, da suspensão do salário integral de cerca de 350 agentes e a iniciação de um programa de demissão individual de cerca de 90 profissionais em estágio probatório, é a falta de diálogo da Prefeitura Municipal com a categoria. 

“Não somos irresponsáveis. A greve é uma reivindicação de profissionais determinados, politizados. Lutamos apenas pelo que é nosso de direito, previsto em Lei. Estamos abertos a negociação, já são 30 dias de paralisação e se não houver entendimento continuaremos parados nos próximos 30”, disparou AmadoCheikh, representante dos Agentes de saúde.

A reivindicação principal da categoria é de 0,9% do orçamento municipal para os agentes de saúde pública e epidemiológica. Segundo Cheikh, o movimento requer o aferimento de Produtividade por tarefas e atividades executadas para cada meta de percentual realizada, considerando as peculiaridades de cada programa de Saúde, seu tempo de execução e o seu grau de dificuldade, ou seja, para 30% da meta estabelecida, cada agente receberia o equivalente o valor de R$ 960,00; já para uma meta de 31% a 50%, um valor de R$ 1.600,00, acima de 51% a 80%, com o valor de R$ 2.560,00 e atingindo 81% a 100% das metas alcançadas um valor de R$ 3.200,00, mensais.

Além de Grazielle Machado, uma Comissão de negociação formada pelos parlamentares: Athayde Nery, Marcos Alex, Lídio Lopes, Mario César, Magali Picarelli e Thais Helena, levará ao Prefeito Nelsinho Trad, uma proposta de negociação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas