Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Murilo volta defender a ampliação do teto do Simples

3 Set 2010 - 07h42Por Fátima News com assessoria

Em entrevista concedida na manhã de ontem, dia 02 de setembro, à TV Record e ao Programa
de Rádio Noticidade, o candidato a senador Murilo Zauith voltou a defender a ampliação do teto do faturamento anual de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões para que um número maior de micro e pequenas empresas possam se enquadrar no sistema simplificado de tributação, o Simples.

“Essa será uma das primeiras medidas que iremos propor no Senado”, disse Murilo, ao explicar que dessa forma a tributação será mais justa, desonerando o setor produtivo e propiciando a geração de novos postos de trabalho e a ampliação dos investimentos por parte da iniciativa privada.

“Temos que avançar nesse sentido, pois hoje, com a política de incentivo fiscal concedido às indústrias, que deve ser mantida, o setor comercial passou a responder por mais de 60% do que é arrecadado pelo governo” argumentou.

Ao defender a ampliação do teto do Simples, ele explicou que por meio desse sistema todos os tributos foram agrupados por meio de lei federal para que o micro e o pequeno empresário pagassem um só imposto.

Murilo também defendeu urgência na aprovação da reforma tributária. Segundo ele, o Congresso Nacional tem de rever a forma como o bolo formado pela arrecadação de impostos é dividido.

“Hoje o governo federal fica com dois terços de tudo o que é recolhido, o que provoca a manutenção da chamada “política do pires na mão”. Os municípios ficam sem recursos próprios para investimentos e os Estados também são penalizados por conta do atual sistema distributivo”, destacou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões
uma greve foi deflagrada em protesto contra uma proposta de privatização da estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas. CORREIOS
Após 5 dias de greve, os Correios devem retornar por determinação do TST