Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Muricy quer permanecer no Inter em 2005

13 Out 2004 - 14h10
O técnico do Internacional, Muricy Ramalho, fez uma revelação importante. Ele pretende permanecer no comando com a provável reeleição do presidente Fernando Carvalho, no final do ano.

"Já tivemos uma conversa sobre isso. Se o presidente continuar, eu devo ficar no clube", afirmou, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Muricy disse ainda que Carvalho promete a formação de um grande time para 2005. "Ele me revelou que o Inter virá muito forte no ano que vem. A idéia é montar uma ótima equipe", declarou.

Muricy tem se identificado bastante com o clube. O treinador não cansa de elogiar a postura da direção colorada. Para Muricy, falta pouco para o Inter voltar a conquistar títulos importantes.

"Tem uma garotada que tem muito futuro. Com calma, esses meninos vão trazer muitas alegrias ao Inter", analisou.

Domingo, o Inter enfrenta o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. Clemer, Fernandão e Elder Granja seguem no departamento médico. Os três são dúvidas para esta partida.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV