Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 27 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Municípios têm até o dia 31 para revisar cadastros do Bolsa Família

12 Dez 2009 - 09h52Por Notícias.MS

Os Municípios têm até 31 de dezembro para revisar os 2.719.959 cadastros do programa Bolsa Família em todo o País que apresentaram divergência de informações, conforme detectou a auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), realizada este ano. As famílias que não tiverem a situação avaliada terão o benefício cancelado.

            O assunto foi repassado à secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Tania Mara Garib, durante a reunião do Fórum Nacional dos Secretários de Assistência Social (Fonseas), que aconteceu na  semana  passada em Fortaleza (CE). A revisão começou a ser feita em 20 de julho e o primeiro prazo para encerramento era 31 de outubro, mas foi postergado para  dezembro.

            Em Mato Grosso do Sul, 35.519 cadastros apresentaram dados divergentes, conforme relatório emitido em novembro pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Deste total, apenas 7.793 cadastros foram revistos até o momento, o que equivale a 21,94%. Os casos avaliados tiveram parecer da coordenação municipal do Bolsa Família pelo cancelamento ou continuidade do benefício.

            Em julho deste ano, o MDS publicou a Instrução Operacional n° 31 com orientações sobre os procedimentos necessários para a regularização da situação das famílias junto ao TCU. O governo Federal repassa recursos aos Municípios de acordo com o Índice de Gestão Descentralizada (IGD) para que o acompanhamento seja realizado por meio de visitas às residências para a conferência dos dados levantados. O TCU recomenda que os casos de fraude sejam documentados com imagens fotográficas.

            A auditoria do Tribunal de Contas da União faz cruzamento das informações do Cadastro Único da Assistência Social (CadÚnico) com o Sistema Informatizado de Controle de Óbito (Sisob), Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), Previdência Social, pessoas sem CPF e Título de eleitor. O TCU também verifica o registro de políticos eleitos, suplentes ou eleitos pela média, identificadas no cruzamento entre as informações do CadÚnico e a base de dados do Tribunal Superior Eleitoral.

            A Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) está mantendo contato com as coordenações municipais do programa para que agilizem o trabalho de verificação dos dados para não prejudicar as famílias. A perda do benefício também implica na redução de recursos que movimentam a economia local das pequenas cidades.

Acompanhamento- O monitoramento do programa Bolsa Família é realizado pela atualização dos cadastros a cada dois anos, o acompanhamento das condicionalidades nas áreas de Saúde e Educação, e  a auditoria do TCU, realizada anualmente.


Leia Também

SUBINDO
Brasil em 24 horas, foram registradas 487 mortes por Covid 19 e 183.722 novos casos registrados
joao 5 39 examinais as escrituras 2_3 LIÇÕES DA BIBLIA
Quanto Falta para o Fim do Mundo?
TRAGÉDIA NA IGREJA
Confusão em culto termina com pastor e jovem mortos, 4 baleados e casa incendiada
SOB INVESTIGAÇÃO
Lutador é executado com 12 tiros, sua esposa esta grávida
SEU DINHEIRO
Qualquer cidadão pode consultar se tem valores a receber de instituições financeiras; saiba como
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Mãe vê partes íntimas vermelha, pergunta e filha de 2 anos aponta paro o tio
ACASALAMENTO DE COBRAS
Casal sucuri acasalando em rio assusta e impressiona turistas; veja vídeo
MEIO AMBIENTE
O número médio anual de relâmpagos do país aumentará para 100 milhões
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, Brasil registrou mais 135.080 casos e 296 mortes por covid-19