Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Municípios até 50 mil habitantes podem se cadastrar no PAC 2

18 Jun 2010 - 15h06Por Conjuntura Online

Cerca 93% dos municípios de Mato Grosso do Sul terão a oportunidade de carrear investimentos do Governo Federal no grupo 3 do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), podendo apresentar até dois projetos superiores a R$ 1 milhão.

Os esclarecimentos sobre critérios para cadastros e seleção de projetos foram prestados na tarde dessa quinta-feira pelos assessores especiais de assuntos federativos da Secretaria de Relações Institucionais e integrantes do GEPAC (Grupo Especial de Acompanhamento do PAC), Júlio Héctor Marin (Paco) e Gilmar Domonici, em palestra organizada no Centro de Convenções, Rubens Gil de Camilo, organizada pelo deputado federal Antonio Carlos Biffi, em parceria com a Assomasul (Associação Sul-mato-grossense dos Municípios) e que contou com a participação expressiva de prefeitos e representantes de mais de 60 prefeituras.

Segundo os assessores serão contemplados projetos em até cinco áreas: saneamento, urbanização de assentamentos precários, pavimentação, prevenção de riscos em encostas e drenagem em áreas vulneráveis. O prazo inscrição junto ao Ministério das Cidades estão abertos desde dessa quinta-feira e vão até o 11 de junho, em um portal específico.

O processo seletivo do PAC 2 requer, obrigatoriamente, o preenchimento do sistema eletrônico de Cartas Consultas, disponível no sítio eletrônico do Ministério das Cidades, e o envio de documentação solicitada e prevista nos normativos que regulamentam a seleção. Pleitos enviados anteriormente não serão considerados para efeito das etapas de seleção. Portanto, é condição indispensável para participar do processo seletivo o preenchimento do novo formulário eletrônico de carta consulta.

Na ocasião, os prefeitos presentes reivindicaram a expansão do PAC2 para aquisição escavadeira e motoniveladora. Conforme argumentou o presidente da Assomassul, Humberto Pereira, Mato Grosso do Sul tem características agrárias específicas como a circulação de máquinas pesadas em rodovias e estradas vicinais devido expansão da lavoura de cana de açúcar.

Esta situação gera um custo altíssimo de manutenção permanente de estradas e requer novas máquinas e equipamentos". Já o prefeito de Água Clara, Roberson Moureira, acrescentou que os municípios passam um outro dilema: a necessidade de manutenção transporte escolar de qualidade, em estradas de péssima qualidade.

Biffi trabalhou de forma determinada para a inclusão de Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas, Dourados e Ponta Porã na primeira etapa do PAC, resultando em investimentos superiores a R$ 163 milhões, conforme relatório divulgado pela Caixa Econômica Federal, no fim de 2009.

Outra demanda encaminhada pelo parlamentar é a inclusão dos municípios de Aral Moreira, Inocência, Jardim, Naviraí, Ribas do Rio Pardo e Sidrolândia, na segunda etapa do PAC 2, totalizando mais R$ 73 milhões de investimentos.

“Essa é uma oportunidade excelente para que as prefeituras sul-mato-grossenses possam elaborar seus projetos respeitando todas as exigências técnicas do programa, cujo objetivo visa a aquisição de máquinas, equipamentos e a construção de casas populares e asfalto. Torço para que todos participem porque o PAC é realidade e vem transformando nossas cidades”, salientou Biffi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”
DIDI
Renato Aragão deixa a Globo, após 44 anos
+ 1.200 REAIS
Governo vai aceitar pagar mais duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial