Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Mundial: Brasil vence Itália e fica perto da vaga

28 Nov 2006 - 07h09
A Seleção Brasileira venceu a da Itália por 3 sets a 0 (25/23, 25/20 e 25/20) e ficou bem próxima da classificação para as semifinais do Campeonato Mundial masculino de vôlei, no Japão.

O Brasil volta à quadra do Ginásio Municipal de Hiroshima na quarta-feira, às 2h (de Brasília), encerrando a sua participação na segunda fase. O adversário será a líder Bulgária, ainda invicta na competição.

O Brasil tem 11 pontos contra 10 da Itália e 12 da Bulgária. Mesmo perdendo, ficará pelo menos empatado com França ou Itália na disputa pela segunda vaga do grupo, que nesse caso será decidida pela diferença de sets e pontos.

No início, foi um jogo como se esperava das equipes que fizeram a final olímpica de 2004. Muito equilíbrio, com força e técnica dos dois lados, e tensão máxima. No terceiro set, porém, a seleção brasileira dominou e chegou a abrir sete pontos de vantagem.

"Não estamos matematicamente classificados, mas o grupo conseguiu uma vitória convincente sobre uma grande equipe e está de parabéns", elogiou o técnico Bernardinho.

Giba foi mais uma vez o principal responsável pela vitória brasileira. Ele marcou 18 pontos, todos no ataque, em 27 tentativas. André Nascimento veio em segundo, com 12.

Brasil e Itália começaram o primeiro set nervosos, forçando demais o saque e cometendo erros. Os ataques, porém, eram sempre mortais, sem dar chances a contra-ataques, e o resultado foi um placar apertado. Giba, do lado brasileiro, e Fei, do italiano, eram os atacantes mais acionados, e quase todas as suas bolas caíam do outro lado da rede.

Duas boas defesas permitiram ao Brasil, já no fim do set, abrir 23 a 20. A Itália ainda salvou dois set points, mas, com o placar em 24 a 23, o saque italiano parou na rede e fechou o placar, em 24 minutos.

Se os erros decidiram o primeiro set, os acertos garantiram um pouco mais de tranqüilidade para o Brasil no segundo. O saque começou a entrar com força e precisão. O resultado foi que o bloqueio, que até ali não havia marcado um ponto sequer, cresceu e parou o ataque italiano.

Foi assim que o time abriu 19 a 13, a maior vantagem do jogo até ali. A Itália ainda diminuiu a diferença, mas o set terminou da mesma forma que o primeiro: Cisolla sacou, a bola parou na rede e 25 a 20 para o Brasil, em 24 minutos. Foram quatro pontos de bloqueio.

No terceiro set, houve um princípio de desatenção que permitiu à Itália fazer 3 a 1. Mas não passou disso. O Brasil acertou definitivamente o bloqueio, que marcou mais dois pontos. Os italianos, pressionados, viam a diferença se ampliar cada vez mais, sem forças para reagir.

Cernic entrou para tentar comandar uma virada, mas foi em vão. Do lado brasileiro, Ricardinho ganhava confiança para variar as jogadas e assim o time chegou com facilidade a 22 a 15. Depois de 24 minutos, Giba, o melhor em quadra, subiu para atacar mais uma bola indefensável e fechar o set mais uma vez em 24 minutos.

Dos 75 pontos do Brasil, 48 foram marcados pelo ataque, seis pelo bloqueio (três deles com Gustavo) e dois de saque. (Gustavo e André Nascimento). Os erros do adversário foram 19.

 

Terra

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA