Menu
SADER_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Mulheres brasileiras preferem ter filhos depois dos 30

24 Jan 2011 - 09h26Por

O número de mães brasileiras que tiveram filhos entre trinta e trinta e quatro anos de idade aumentou 2,4% nos últimos dez anos.

Pesquisa do IBGE revela que em estados mais desenvolvidos como São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul nascem mais filhos de mães entre 25 e 29 anos que entre 20 e 24 anos.

Dados da pesquisa Saúde Brasil de 2009, do Ministério da Saúde, também confirmam esse cenário.

A partir de 2003, cresceu o total de partos de mães com idades entre 25 e 34 anos e a idade média das mães brasileiras aumentou de 25,1 anos para 25,7 em 2007.

Segundo o membro da Comissão de Reprodução Humana da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, Newton Eduardo Pusso, a mulher ficou mais moderna, independente e outras prioridades retardaram a vontade de ter filhos.

"A medida que demos a independência sexual da mulher em relação ao homem contra a gravidez nós demos a ela o justo poder de decidir quando elas queriam ter filhos.

Com o uso da pílula, a mulher engravida quando e com quem ela quiser.

E com isso fez com que elas tivesse dentro da sociedade uma postura mais participante.

Ela buscou a formação, a graduação, um lugar na vida profissional fazendo com que a maternidade dentro dessas situações fosse postergada."

Mesmo com tanta independência, Newton Eduardo Pusso alerta que a mulher moderna que deseja ter filhos precisa respeitar o organismo e rever as prioridades.

"Se a mulher já tem um parceiro definido e encontrou nesse parceiro o pai do seu filho, que ela inverta as prioridades.

A medida que o tempo passa a qualidade dos óvulos vai piorando.

A chance de gravidez começa a diminuir de maneira importante após trinta e sete e trinta e oito anos de idade."

Newton Eduardo Pusso lembra que, para ter uma gravidez segura, o pré-natal deve ser uma prioridade da mulher, qualquer que seja a idade.

Um bom acompanhamento da gestação pode garantir saúde para mãe e bebê.

No Brasil, esse atendimento é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde.(Ministério da Saúde)

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"