Menu
SADER_FULL
domingo, 28 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
TRÁFICO

Mulher paraplégica que vendia crack é presa pela Senad na fronteira

Agentes especiais prenderam uma paraguaia paraplégica de 46 anos por tráfico de drogas

2 Jun 2011 - 09h19Por Correio do Estado

Agentes especiais da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad), encontraram um ponto de venda de drogas no bairro Santo Antônio em Pedro Juan Caballero ontem e prenderam uma paraguaia paraplégica de 46 anos por tráfico de drogas.

Segundo informações, durante buscas na residência localizada entre as ruas Panchito López e Tenente Herrero, os policiais encontraram a mulher em uma cama, com uma certa quantidade de crack.

Ela estava com 35 papelotes da droga, que totalizaram seis gramas do entorpecente.Também foram encontrados celulares, jóias, relógios que seriam produtos usados como pagamento pelo entorpecente.

O Ministério Público paraguaio determinou que a acusada permaneça em sua residência mesmo  presa em flagrante, por ser portadora de necessidades especiais, com proibição de sair da casa até que o juizado disponha uma outra medida cautelar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?
DIVIDA PÚBLICA
Dívida pública sobe em janeiro e atinge R$ 5,06 trilhões
ALÔ NAÇÃO RUBRO-NEGRA
VÍDEO: 'Jorge' o Urubu queridinho de Culturama viraliza nas redes sociais da Nação Rubro-Negra
LOCKDOWN
Com explosão de casos de covid, e 14 deputados infectados A. Legislativa volta a fechar as portas