Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 21 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Mulher do goleiro Bruno será ouvida de novo em DP

6 Jul 2010 - 10h48Por O Dia

Na segunda semana de investigações sobre o desaparecimento de Eliza Samudio, 25 anos, ex-amante do goleiro Bruno Souza, do Flamengo, a Polícia Civil mineira está convencida de que, além de ouvir o atleta — o que deverá acontecer até a semana que vem —, a mulher do jogador, Dayanne de Souza, de 23 anos, terá de voltar à Delegacia de Homicídios de Contagem para explicar mentiras que contou em seu depoimento. A decisão foi tomada com base no cruzamento de informações presentes nos depoimentos de 30 pessoas e nos dados obtidos através do circuito interno de câmeras do sítio do goleiro, no livro de entrada do condomínio e nas quebras de sigilos telefônicos.

Dayanne depôs na madrugada do dia 27 e chegou a ser presa por subtração de incapaz — o bebê Bruninho, encontrado numa favela. No entanto, tanto em depoimento quanto em entrevista a O DIA, ela afirmou que só esteve no sítio dia 23, quando voltou de viagem ao Rio. Ela admitiu que, naquele dia, ao chegar ao condomínio, encontrou a criança. Os investigadores, no entanto, já sabem que Dayanne esteve no sítio nos dias 5 e 6 de junho, ou seja, logo depois de Eliza deixar o hotel na Barra da Tijuca rumo a Minas Gerais.

O que os investigadores tentam agora é reconstituir os passos da ex-amante de Bruno. Desde que deixou o hotel, acompanhada do secretário de Bruno, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, na noite do dia 4, seu celular não fez ligações. O aparelho só voltou a ser utilizado dia 9. Em um dos depoimentos, o administrador do sítio, Elenílson Vítor, admitiu ter visto Eliza no casarão entre os dias 8 e 9. Agora, a polícia quer saber onde ela esteve entre os dias 5 e 7. Segundo os registros de acesso ao condomínio, o goleiro chegou ao sítio às 14h do dia 6. Vinte e cinco minutos depois, entrou Macarrão, o mesmo que buscou Eliza no hotel. Com isso, a possibilidade de elas terem se encontrado no sítio ganhou força.

Após deixar o condomínio com o jogador às 14h45, Macarrão ainda entrou e saiu outra vez, entre 18h45 e 19h40. Às 2h do dia 7, então, Bruno voltou dirigindo o jipe Range Rover que seu secretário estava usando. “Nós vamos reinquiri-la”, limitou-se a dizer o diretor do Departamento de Investigações de Homicídios, delegado Edson Moreira.

A data em que Bruno será chamado a depor ainda não foi marcada, mas o delegado diz já ter material suficiente para ouvi-lo. “Vamos fazer contato com ele. Nós precisamos interrogar o suspeito, quem sabe esta semana ou semana que vem. Vamos ver se a gente consegue interroga-lo. Razoavelmente, temos um bom conjunto de provas”, afirmou.

NOVOS DEPOIMENTOS

No fim de semana, oito pessoas foram ouvidas. Um deles seria goleiro do Atlético-MG. Além deles, dois amigos de Bruno que moram em Ribeirão das Neves, onde o atleta foi criado, prestaram depoimento. Um foi Thiago Henrique Fernandes, que joga no time ‘100%’ — equipe amadora bancada pelo ídolo rubro-negro. O outro foi Douglas Gomes Ribeiro. “Eles estavam no local certo na hora certa”, disse o delegado Moreira, sem dar detalhes.

Entre as 27 entradas registradas com destino à chácara 16-E do Condomínio Turmalina, pertencente a Bruno, entre 6 e 10 de junho, três delas foram feitas por uma Blazer branca ano 1996. O carro era dirigido por Cleiton da Silva Gonçalves. Primeiro, no dia 8, ele entrou às 20h30 e saiu às 21h com um amigo. Meia hora mais tarde, voltou com amigas e deixou o sítio às 22h40. No dia 10, então, ocorre o último registro, com entrada ao meio dia e permanência de apenas cinco minutos. Ontem, o carro foi periciado pelo Instituto de Criminalística. “Todos os carros que estiveram lá passarão por perícia”, explicou o delegado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões