Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

MSI vai dar R$ 74 mi e 4 reforços ao Corinthians

12 Dez 2006 - 09h15
O russo Boris Berezovsky recebeu ontem em Londres, das mãos de Renato Duprat - mediador entre Corinthians e MSI -, plano de orçamento para salvar as finanças do clube. O estudo prevê verba de R$ 48 milhões para bancar os custos operacionais - salários, prêmios, encargos do elenco - e mais R$ 26 milhões para pagar as contas atrasadas por investimentos feitos por Kia Joorabchian. Além disso, daria dinheiro para a contratação de 4 reforços.

O orçamento prevê que, se esse plano for levado adiante, 2007 terminará com um déficit de R$ 7 milhões nos cofres corintianos. Essa quantia seria coberta com a venda de dois jogadores ao final da temporada. Segundo Duprat, a lista de jogadores a ser pedidos a Berezovsky será fechada entre hoje e amanhã com o técnico Emerson Leão. Mas ele adianta que o objetivo é o de contratar dois atacantes, um meia e um zagueiro.

'Queremos um time competitivo', afirmou. Duprat duvida, porém, que o clube possa anunciar novas contratações ainda nesta semana. 'Acho difícil.'

Três jogadores da lista já trabalharam com Leão: o zagueiro Alex, do PSV, o meia Elano, do Shakthar, e o atacante Grafite, do Le Mans. Os dois primeiros estavam no Santos campeão brasileiro de 2002 e Grafite ficou com o título paulista de 2005. Alex, do Fenerbahce, também estaria na mira.Mais um reforço pode ser caseiro: o acerto com Nilmar. 'Quem acha que ele (Nilmar) não vai ficar, pode se surpreender', afirmou Flávio Adauto, vice de Comunicações.

O russo confirmou ontem ao Estado que, por enquanto, está analisando valores. 'Vamos avaliar a situação', afirmou o magnata. Berezovsky, porém, deixou claro que vai querer um time competitivo para 2007 e deu sinais de que, por já estar trabalhando os números com Duprat, age como o coordenador das finanças do clube.

A proposta entregue por Duprat ao russo ainda inclui a previsão de gastos de R$ 4 milhões por mês em 2007 para o pagamento de salários, de custos do clube e outras contas no Parque São Jorge. Em 2006, o clube chegou a uma crise financeira porque os custos haviam subido para R$ 6 milhões por mês.

Duprat alega que o aumento é fruto da política de Kia Joorabchian, gerente da MSI no Brasil, de não controlar as despesas e de pagar salários que esvaziaram os cofres do clube. 'Com este novo plano, estamos reduzindo os gastos mensais no Corinthians em R$ 2 milhões', esclareceu Duprat.
 
 
 
 
 
Estadão

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'