Menu
SADER_FULL
quarta, 21 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

MSGÁS investe R$ 16 milhões para ampliar rede na Capital

1 Set 2004 - 16h42
A Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS) vai investir R$ 16 milhões para ampliar a rede de distribuição de gás em Campo Grande, passando dos atuais 25,2 quilômetros para 51 quilômetros e fazendo com que o produto chegue até o consumidor residencial.

Em solenidade simples na sede da empresa, hoje à tarde, o secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Paulo Duarte, diretor-presidente da MSGÁS, Maurício Arruda e representantes de quatro empresas vencedoras das licitações, assinaram os contratos para execução das obras de implantação dos novos ramais e outros serviços relacionados.

A Engevix, que há 40 anos atua no mercado e está presente em diversos outros países como Uruguai, Peru, México, Equador e até no Nepal, venceu a licitação para expansão da rede. A empresa planeja executar os serviços em dois anos – desde o desenvolvimento do projeto, licenciamento e implantação dos ramais –, ao custo de R$ 16,193 milhões. O vice-presidente da Engevix, Gerson de Melo Almada, calcula que as obras terão início em outubro; até lá os técnicos trabalharão no planejamento e nos trâmites burocráticos.

A ampliação da rede levará gás natural para mais quatro postos de combustíveis (quatro já são atendidos), duas indústrias, um hotel (em construção, em frente ao Parque das Nações Indígenas) e diversos condomínios residenciais nas proximidades do Shopping Campo Grande. Por toda essa região passarão as ramificações do gasoduto, havendo possibilidade, segundo o presidente da empresa, de atender as residências individuais da localidade. “Vai depender só da procura.”


Outros contratos – De olho no consumidor residencial – em especial os grandes condomínios – a MSGÁS contratou uma empresa de engenharia, a SGS do Brasil, para dar suporte técnico aos síndicos que tenham interesse em levar gás natural aos seus prédios. A SGS vai receber R$ 91,5 mil da companhia para fazer vistoria nos edifícios dos clientes em potencial e desenvolver os projetos de adaptações necessárias a fim de que o gás natural chegue canalizado às caldeiras e cozinhas dos condôminos.

Trata-se de uma investida decisiva da MSGÁS na disputa por uma parcela desse mercado de gás. “É o pontapé inicial para a massificação do consumo do gás natural em Campo Grande”, definiu Arruda. “Hoje se concretiza uma nova etapa, se abre um leque muito grande de oportunidades para a companhia”, completou Duarte. Um dos edifícios que a Construtora Plaenge está concluindo, próximo ao Shopping Campo Grande, será o primeiro cliente residencial da MS Gás.

Foram assinados também contratos com as Organizações Unidas Ltda, no valor de R$ 240 mil, para conservação das faixas de rede em Campo Grande e Três Lagoas, e com a Gascat Indústria e Comércio Ltda para fabricação e montagem de estações de redução da pressão do gás, possibilitando seu uso em escala residencial.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos
VEJA VIDEO
Índio precisa buscar socorro a cavalo após ataque de onça
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Filha de 9 anos flagra pai estuprando menina de 5 na lateral da casa
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial: 5,6 milhões de pessoas recebem nesta terça-feira
FAMOSIDADES
Luan Santana e Jade Magalhães terminam noivado de 12 anos
CORONAVIRUS NOS ANIMAIS
Gato é o primeiro animal no Brasil que testa positivo para o Coronavirus
ABSURDO
Enfermeiros, fisioterapeuta e médico são afastados após denúncia de estupro na UTI
BRASIL - 153.905 MORTES
Brasil registra 10,9 mil novos casos de covid-19 em 24 horas
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga hoje auxílio emergencial de R$ 300 a 1,6 milhão do Bolsa Família