Menu
SADER_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

MS tem maior índice de moradias inadequadas no País

1 Set 2010 - 15h47Por Campo Grande News
Os dados divulgados hoje pelo IBGE sobre os indicadores de desenvolvimento sustentável no Brasil apontam Mato Grosso do Sul como o estado líder num ranking negativo, o de moradias inadequadas. Conforme a pesquisa, baseada no ano de 2008, só 21,1% das moradias no Estado eram adequadas.

Os critérios de avaliação consideram número de moradores por dormitório (mais de 2 é inadequado) e o acesso aos serviços de saneamento básico.

No Estado, o dado que mais chama atenção é em relação ao tratamento de esgoto. Enquanto no Distrito Federal, 98% dos domicílios tinham acesso ao serviço, em Mato Grosso do Sul eram apenas 24%.Com relação a distribuição de água, ela atingia 83,5% dos domicílios. Em 83,9%, havia mais de 2 pessoas dividindo um dormitório.

O percentual de moradias consideradas inadequadas no Estado, de 21,1%, é menos da metade que a média nacional, de 56%.

Terras indígenas A pesquisa do IBGE confirma, também, a baixa representatividade das terras destinadas aos índios no Estado. As áreas homologadas representam apenas 1,7% do território do Estado.

Em termos de habitantes de origem indígena, o Instituto revelou 53,9 mil indígenas vivendo em solo sul-mato-grossense, a quarta maior população no País, atrás do Amazonas, da Bahia e de São Paulo.

Renda O IBGE também divulgou como andava a renda média das famílias de Mato Grosso do Sul em 2008. Conforme os dados, a renda per capita média naquele ano no Estado era de R$ 1045,00 mensais.

Quando separados entre homens e mulheres, a diferença é gritante. A renda deles era de R$ 1258,00 e a delas R$ 790, ou seja, 59% a menos.

Entre brancos, pardos e negros, novamente disparidade, e maior ainda. A renda média dos trabalhadores brancos era de R$ 1302,00 em 2008, 67% a mais do que a renda dos pardos e negros, que era de R$ 776 em média.

A pesquisa do IBGE é bastante extensa. Ao todo, são 55 indicadores. A divulgação feita hoje dá continuidade à série iniciada em 2002. Na avaliação do IBGE, a quarta edição da pesquisa “ganhos importantes, mas indica que ainda há uma longa estrada pela frente para o Brasil atingir os níveis considerados ideais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada