Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

MS sedia seminário inédito sobre Urgência e Emergência no Brasil

17 Nov 2009 - 06h12Por Notícias.MS

Mato Grosso do Sul sedia o Seminário Nacional Urgência e Emergência “O olhar da gestão do trabalho”. O evento acontece hoje (17) e amanhã 18, no Centro de Desenvolvimento Esportivo Social e Cultural (rua Água Azul, s/nº - anel rodoviário próximo à Uniderp/Anhaguera Agrária), a partir das 8 horas, e é exclusivo para gestores de saúde e coordenadores do Serviço Móvel de Atendimento à Urgência (Samu).

O objetivo do seminário é discutir e buscar alternativas para enfrentar os principais problemas de gestão do trabalho dos profissionais que atuam no atendimento de urgência e emergência e também no que diz respeito ao processo de trabalho, ao vínculo e à saúde do trabalhador visando propor ações para resolução destas questões, por meio de experiências de sucesso na área em discussão que integra a rede de serviços de saúde em todos os níveis do Sistema Único de Saúde (SUS) e que deve se organizar para prestar atendimento pré-hospitalar (móvel ou fixo) e hospitalar à população atendida.

O Ministério da Saúde decidiu realizar em Mato Grosso do Sul o seminário – inédito no país – porque a Secretaria de Estado de Saúde (SES) está projetando uma maneira diferenciada de oferecer o Samu Estadual – agregado ao serviço de resgate do Corpo de Bombeiros.

O trabalho do Samu, atualmente em todo país, realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas. O socorro é feito após chamada gratuita, feita para o telefone 192. A ligação é atendida por técnicos na Central de Regulação que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população.

O Samu 192 é o principal componente da Política Nacional de Atenção às Urgências, criada em 2003, que tem como finalidade proteger a vida das pessoas e garantir a qualidade no atendimento no SUS. A política tem como foco cinco grandes ações:

* organizar o atendimento de urgência nos pronto-atendimentos, unidades básicas de saúde e nas equipes do Programa Saúde da Família;

* estruturar o atendimento pré-hospitalar móvel (SAMU 192);

* reorganizar as grandes urgências e os pronto-socorros em hospitais;

* criar a retaguarda hospitalar para os atendidos nas urgências; e

* estruturar o atendimento pós-hospitalar.        

Dos 350 profissionais entre trabalhadores, gestores e usuários dos serviços próprios e prestadores do Sistema Único de Saúde (SUS), vão participar do seminário o ministro da Saúde, José Gomes Temporão; governador, André Puccinelli; secretária de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, Beatriz Dobashi e outros secretários estaduais; coordenadores Estaduais de Urgência e Emergência do Brasil; coordenadores de SAMUs do país (no caso de MS os de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá); secretários Municipais de Saúde dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul; além de todos os técnicos da Coordenação Geral de Urgência e Emergência (CGUE), do Ministério da Saúde.

Com informações do Ministério da Saúde

Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19