Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

MS se antecipa e compra área para fábrica da Petrobras

26 Fev 2010 - 13h24Por Campo Grande News
Mesmo sem a confirmação de que Mato Grosso do Sul vai receber a tão comentada mentada fábrica de fertilizantes da Petrobras, o governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), foi hoje a Três Lagoas, município que pode receber a indústria, e assinou convênio no valor de R$ 5,9 milhões - R$ 5 milhões do Estado e R$ 980 mil do Município - para a compra de uma área para sediar um distrito industrial, e onde o empreendimento deve ser instalado caso se concretize.

Essa foi a forma encontrada pelo governo para se antecipar a outros estados que estejam na disputa para receber a fábrica da Petrobras. “Saímos na frente dos demais estados porque já temos o terreno”, declarou Puccinelli. “Temos também vantagens em relação à logística, hidrovia, ferrovia e rodovia e estamos a 1000 quilômetros de distância do principal centro consumidor do País”, afirma o governador.

O governador tem certeza de que Três Lagoas vai ser a escolhida pela estatal. Ele disse hoje que técnicos da Petrobras estarão na cidade para fazer vistoria na área. Puccinelli comentou que as negociações com os estados aptos à instalação da fábrica de fertilizantes começaram desde julho do ano passado e Mato Grosso do Sul estava concorrendo com Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Minas Gerais. “Com a agilidade e eficiência dos governos estadual e municipal, conseguimos esse terreno de pronto e já está à disposição da fábrica”, avalia.

“A construção com a licença ambiental deve começar em maio de 2011”, comentou o governador. O projeto da fábrica da Petrobras prevê capacidade para produzir metade dos 2,5 milhões de toneladas/ano de fertilizantes nitrogenados, para consumo no Brasil.

O terreno- Os recursos previstos no convênio são para compra de uma área de de 556 hectares, na MS-395, na saída de Três Lagoas para Brasilândia, próximo do complexo Fibria-Internacional Paper, inaugurado na semana passada, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O anúncio de que a fábrica da Petrobras será mesmo em Três Lagoas era aguardado durante a visita do presidente, o que não ocorreu.

Na área comprada agora vai ser criado o novo Distrito Industrial, denominado Córrego Moeda. Durante o evento para assinatura do convênio, a prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB), encaminhou à Câmara de Vereadores projeto de lei que cria o distrito industrial, com pedido de votação em regime de urgência e também para a desapropriação da área.

A previsão do Município é que, dos 556 hectares do distrito, 532 serão destinados à fábrica de fertilizantes e o restante será usado para a instalação de outras indústrias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Um missionário irado e inquieto
LARVAS
Vídeos mostram peixes frescos recheados de vermes; veja