Menu
SADER_FULL
sexta, 23 de abril de 2021
Busca
Brasil

MS notifica motoristas infratores de outros estados

30 Jun 2004 - 12h56
Mato Grosso do Sul é um dos cinco estados que aderiram ao Renainf (Registro Nacional de Infrações), que computa irregularidades de motoristas mesmo que elas sejam cometidas em outro Estado.
“Caso um motorista de outra localidade cometa infração em Mato Grosso do Sul, terá o licenciamento do veículo dele bloqueado no estado de origem. No entanto, o condutor sul-mato-grossense que cometer infração em outra localidade não é notificado, com exceção do Paraná, Pernambuco, Bahia e Goiás, que têm o programa”, explica o diretor presidente do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), Gilberto Tadeu Vicente.
Vicente aponta que a medida é vantagem para o Estado no que se refere a avanço, mas desvantagem quanto ao recolhimento de multas, já que poucas Unidades da Federação estão inseridas no programa.
Essa deve ser uma das questões discutidas no encontro que acontece dia 15 de julho, no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. O evento reúne todos os dirigentes do Detran do Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA EM CACHOEIRA
Mãe e filha morrem vítima de tromba d'gua em cachoeira; cunhado também morreu
ASSÉDIO À MENOR
Pastor é investigado após ser filmado beijando e oferecendo dinheiro a adolescente de 14 anos
UTRAPASSAGEM FATAL
Tio e sobrinho morrem "esmagados" por caminhão em rodovia
FATALIDADE
Bebê morre eletrocutado após morder fio de carregador de celular
AJUDA DO GPS
Após ficar 30h desaparecida, médica é encontrada em ribanceira com ajuda de GPS de celular
REVOLTANTE
A intérprete que descobriu na aula de Libras que pastor abusava de adolescente
BRASIL - 381.687 MORTES
Brasil passa de 380 mil mortes por Covid; mais de 3 mil delas foram registradas nas últimas 24 horas
BRUTALIDADE
Adolescente queimado por negar sexo com homens morre em hospital
VACINA RUSSA
Governador diz que consórcio vai adquirir 28 milhões da vacina Sputnik V
LUTO NA SAÚDE
Dias após perder os pais, médica de 36 anos morre de Covid-19